Qsymia, Novo Remédio Para Emagrecer

A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) aprovou recentemente uma nova medicação para perder peso, trata-se de Qsymia composta por fentermina e topiramato de liberação prolongada.

Estas pílulas para emagrecer foram especialmente criadas para controlar o peso corporal em pessoas com obesidade ou sobrepeso crônico, e que por sua vez sofrem pelo menos uma consequência do excesso de peso, como a hipertensão, diabetes ou colesterol elevado.

Qsymia, como uma vez foi a Sibutramina, é indicada como complemento de um estilo de vida saudável, com alimentação equilibrada e atividade física. Cabe ressaltar que este medicamento, aparentemente, e no momento, não carrega os mesmos riscos que a sibutramina.

Qsymia, Novo Remédio Para Emagrecer

Qsymia é composta por fentermina e topiramato de liberação prolongada. O primeiro medicamento é um inibidor de apetite, eficaz para a perda de peso no curto prazo, desde que combinado com o exercício e dieta de baixa caloria; enquanto que o segundo é utilizado para controlar episódios de convulsões em epilépticos e controlar as enxaquecas, tem um efeito sedativo.

O FDA aprovou Qsymia depois de avaliar os estudos clínicos realizados em 3.700 pacientes obesos e com excesso de peso, aos quais foi administrado o medicamento e foram alterados os hábitos alimentares por um ano. Após este período de testes, os sujeitos do estudo tiveram uma perda de peso de 6,7% e 8,9%, respectivamente, mais em comparação com aqueles que tiveram o tratamento com placebo.

Recomendações e contra-indicações da Qsymia:

Os especialistas enfatizam que o medicamento apenas pode ser prescrito por um médico, as mulheres grávidas não podem usá-lo porque o topiramato é capaz de gerar defeitos congênitos orais no feto. Além disso, recomenda-se que as mulheres em idade fértil realizem um teste de gravidez antes de tomar Qsymia e sempre utilizem métodos contraceptivos durante o tratamento.

As pessoas com hipotireoidismo ou glaucoma não devem usar Qsymia, porque o medicamento pode acelerar o ritmo cardíaco e trata-se de indivíduos com alto risco de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral.

Tampouco podem ingeri-lo as pessoas com doenças cardíacas recentes, instáveis ou que já sofreram um ataque cardíaco ou infarto.

A dose diária recomendada é de 7,5 miligramas de fentermina e 46 miligramas de topiramato, mas Qsymia vem em doses mais elevadas para alguns casos especiais.

Efeitos colaterais comuns, tomando Qsymia:

  • Sensação de formigamento nas mãos e pés (parestesia).
  • Alterações no paladar.
  • Insônia.
  • Prisão de ventre.
  • Boca seca.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto