O Que é Aspirina?

Aspirina pertence a um grupo de medicamentos chamados salicilatos. Ele é usado para aliviar a dor e reduzir a febre. Também alivia os sintomas da artrite, como inchaço, rigidez e dores nas articulações. No entanto, não cura a artrite. A aspirina também é usada para reduzir a possibilidade de um acidente vascular cerebral, ataque cardíaco ou outros problemas causados por coágulos sanguíneos.

No entanto, não tome aspirina para prevenir coágulos sanguíneos ou um ataque cardíaco a menos que o seu médico tenha receitado.

Este medicamento também pode ser usado para outras circunstâncias como determinado por seu médico.

Se alguma das informações e dicas contidas neste artigo de saúde lhe causarem uma preocupação especial ou quiser mais informações sobre o seu medicamento e sua utilização, consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico. Lembre-se de manter este e todos os outros medicamentos fora do alcance das crianças e nunca compartilhe seus medicamentos com os outros.

Informações Importantes

Não dê um medicamento que contenha aspirina ou outros salicilatos para uma criança ou adolescente com sintomas de uma infecção por vírus, especialmente gripe ou catapora, a menos que você tenha falado primeiro do seu uso com o médico do seu filho.

Aspirina (Oral)

Se estiver tomando este medicamento sem receita médica, leia e siga todas as precauções no rótulo.

É preciso ter um cuidado especial se você…

  • É alérgico a algum medicamento, prescrito ou não.
  • Estiver grávida ou se planeja engravidar durante o uso deste medicamento.
  • Estiver amamentando.
  • Está tomando qualquer outro medicamento prescrito ou não.
  • Possui algum outro problema médico, principalmente asma, alergias ou pólipos nasais (histórico), hemofilia ou outros problemas de sangramento, ou úlcera de estômago ou outros problemas de estômago.

Se você tiver dúvidas, consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

Posologia

Tome este medicamento após as refeições ou com alimento e um copo cheio (8 onças) de água para reduzir a irritação no estômago.

Quando usado para artrite, este medicamento deve ser tomado regularmente como requisitado. Várias semanas podem se passar antes de sentir os efeitos deste medicamento.

Se estiver tomando este medicamento regularmente e caso você esqueça de uma dose, tome-a logo que possível. No entanto, se estiver quase na hora da dose seguinte, pule a dose esquecida e retome ao seu esquema posológico regular. Nada de doses duplas.

Para guardar este medicamento:

Mantenha fora do alcance das crianças. Armazene longe do calor e da luz direta. Não armazene no banheiro, perto da pia da cozinha, ou em outros lugares úmidos. Calor ou umidade podem comprometer o medicamento. Não guarde medicamentos vencidos.

Leia também: “Para Que Realmente Serve a Aspirina no Tratamento Para Diabetes?“.

Precauções

Verifique os rótulos de todos os medicamentos de prescrição e não prescrição que você está tomando agora. Se algum conter aspirina ou outros salicilatos (incluindo salicilsalicilato de bismuto) ou qualquer shampoo ou pomada para pele que contenha ácido salicílico, ou salicilato de qualquer outro tipo), verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico. Tomar medicamentos que contenham salicilatos, enquanto toma este medicamento pode levar a uma overdose.

Para os pacientes que tomam aspirina para diminuir a chance de um ataque cardíaco, derrame ou outros problemas causados por coágulos de sangue:

Tome apenas a quantidade de aspirina ordenada por seu médico.

Não pare de tomar aspirina sem consultar o seu médico.

Não tome paracetamol ou o ibuprofeno ou anti-inflamatório regularmente enquanto estiver tomando aspirina a menos que tenha sido receitado por seu médico.

É melhor não beber álcool enquanto estiver tomando este medicamento devido a problemas de estômago que podem ocorrer.

Se você achar que você ou alguém possa ter tomado uma overdose deste medicamento, procure ajuda de emergência imediatamente. Uma overdose pode causar inconsciência ou morte. Sinais de superdosagem incluem confusão, perda da audição, mudança de comportamento, zumbido nos ouvidos, sonolência, confusão, excitação ou nervosismo muito forte e respiração excepcionalmente rápida ou profunda.

Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais que devem ser comunicados imediatamente ao seu médico: sangue na urina, diarreia grave (ou contínua), tonturas, vertigens ou sensação de desmaio (grave), rubor, vermelhidão ou outra alteração na cor da pele, alucinações, aumento da sudorese, aumento da sede, náuseas ou vômitos (contínuo ou grave), falta de ar, respiração difícil, sensação de aperto ou chiado no peito, dor de estômago (grave ou contínua), inchaço das pálpebras , face ou lábios, dificuldade de deglutição, movimentos involuntários de agitar as mãos, febre inexplicável, problemas de visão.

Outros efeitos colaterais que devem ser comunicados ao seu médico:

Menos comuns ou raros: cólicas, dor ou queimação abdominal ou dor de estômago (grave), sangue nas fezes, fezes escuras, dor de cabeça (grave ou contínua), erupções cutâneas, urticária ou prurido, cansaço ou fraqueza, vômitos de sangue ou de material que se parece com borra de café.

Os efeitos colaterais que geralmente não requerem atenção médica:

Estes efeitos secundários podem desaparecer durante o tratamento, mas se eles continuam ou são incômodos, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

Mais comuns (menos comum com a aspirina com revestimento entérico): cólicas, dor ou desconforto no abdômen ou do estômago (leve a grave), azia ou indigestão, náuseas ou vômitos.

Outros efeitos secundários não mencionados acima podem também ocorrer em alguns doentes. Se notar qualquer outro efeito, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.