O Que é Doxorrubicina Lipossomal?

Doxorrubicina lipossomal pertence ao grupo de medicamentos conhecidos como antineoplásicos. Ele é usado para tratar alguns tipos de câncer.

Se alguma das informações e dicas contidas neste artigo de saúde lhe causa uma preocupação especial ou quiser mais informações sobre o seu medicamento e sua utilização, consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico. Lembre-se de manter este e todos os outros medicamentos fora do alcance das crianças e nunca compartilhe seus medicamentos com outras pessoas.

Informações Importantes:

Converse com seu médico sobre os possíveis efeitos colaterais deste medicamento. Alguns deles podem ser graves ou de longa duração.

Informe o seu médico, enfermeiro e farmacêutico se…

  • É alérgico a algum medicamento, prescrito ou não.
  • Estiver grávida ou se planeja engravidar durante o uso deste medicamento.
  • Estiver amamentando.
  • Está tomando qualquer outro medicamento prescrito ou não, especialmente injeções de anfotericina B, agentes antitireoidianos, azatioprina, cloranfenicol, colchicina, flucitosina, ganciclovir, interferon, plicamicina ou zidovudina.
  • Possui algum outro problema médico, especialmente câncer de medula óssea, varicela (incluindo exposição recente com pessoas infectadas), doenças do coração ou dos vasos sanguíneos, herpes zoster, infecções, doenças do fígado ou contagens baixas de glóbulos no sangue;
    Doxorrubicina Lipossomal (Injetável)
  • Foi tratado com radioterapia ou medicamentos para câncer.

Modo de Usar:

Alguns medicamentos que são injetados podem ser administrados em casa, para pacientes que não necessitam de hospitalização durante o tempo de tratamento. Se você estiver usando o medicamento em casa, certifique-se de compreender claramente e cuidadosamente siga as instruções do seu médico.

Este medicamento é dado às vezes em conjunto com outros medicamentos. Se você estiver usando outras medicações, é importante tomar cada uma delas no momento certo. Se estiver tomando algum destes medicamentos por via oral (boca), peça ajuda ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico para planejar uma maneira de você tomar os remédios na sua devida hora.

Enquanto estiver em tratamento com este medicamento, seu médico poderá te dizer para aumentar a ingestão de líquidos para urinar mais. Isso é para evitar problemas nos rins e manter seus rins funcionando bem.

Este medicamento provoca frequentemente náuseas e vômitos. Por isso é muito importante continuar tomando a medicação, apesar de você se sentir mal ou começar a se sentir doente. Pergunte ao seu médico, enfermeiro ou farmacêutico o que você pode fazer para diminuir estes efeitos.

Leia também: “Câncer de Cólon e Alimentação“.

Precauções:

Este medicamento pode causar defeitos de nascimento. Recomendamos o uso de contraceptivos para homens e mulheres.

Consulte o seu médico imediatamente se você achar que engravidou.

É muito importante que o seu médico verifique o seu progresso em visitas regulares para se certificar que este medicamento está funcionando corretamente e para verificar os efeitos indesejados.

Enquanto estiver em tratamento com este medicamento e quando o tratamento terminar, não receba qualquer imunização (vacinação) sem autorização do seu médico.

Doxorrubicina lipossomal pode temporariamente diminuir o número de glóbulos brancos no sangue, aumentando a chance de infecção. Ela também pode reduzir o número de plaquetas, que são necessárias para a coagulação sanguínea adequada. Se isso acontecer:

Evite as pessoas com infecções.

Tenha cuidado ao usar uma escova de dente, fio dental ou palitos.

Não toque seus olhos ou dentro de seu nariz a não ser que você tenha lavado as mãos e desde então não tenha tocado em mais nada.

Tenha cuidado para não se cortar, machucar ou ferir.

Se doxorrubicina lipossomal for injetado fora da veia acidentalmente, pode danificar alguns tecidos e causar cicatrizes. Informe imediatamente ao médico ou enfermeiro se ocorrer vermelhidão, dor ou inchaço no local da injeção.

Efeitos Colaterais:

Os efeitos colaterais que devem ser comunicados imediatamente ao seu médico:

Mais comuns: fezes escuras, sangue na urina ou nas fezes, calafrios, febre ou dor de garganta, dor de cabeça, perda de força e energia, pressão arterial baixa, pequenas pintas vermelhas na pele, falta de ar, feridas na boca ou nos lábios, edema facial, hemorragias ou hematomas, cansaço ou fraqueza.

Menos comuns: tosse, escurecimento ou avermelhamento da pele, batimentos cardíacos acelerados ou irregulares, dor no local da injeção, descamação da pele das mãos ou dos pés, exantema ou comichão na pele, inchaço dos pés, inchaço da pele, dificuldade respiratória, úlceras na pele.

Raros: visão borrada, dor nos olhos, vermelhidão e ressecamento da pele, micção freqüente, perda de visão, sede incomum, olhos ou pele amarela.

Os efeitos colaterais que geralmente não requerem atenção médica:

Estes efeitos secundários podem desaparecer durante o tratamento, mas se eles continuam ou são incômodos, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

Mais comuns: diarreia, náuseas, vômitos.

Menos comuns: dores nas costas, constipação, tonturas, dificuldade de deglutição (PASS).

Este medicamento pode causar na urina uma cor avermelhada, que pode manchar a roupa. Isso não é sangue, tempo de duração é de 1 a 2 dias após a administração.

Este medicamento, muitas vezes causa a perda temporária ou total do cabelo. Após o término do tratamento, o cabelo começa a crescer normalmente.

Outros efeitos secundários não mencionados acima podem também ocorrer em alguns pacientes. Se notar qualquer outro efeito, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

Depois de parar a medicação, você ainda pode ter efeitos secundários.