O que são Ergovina/Metilergonovina?

Ergonovina e Metilergonovina, pertencem ao grupo de medicamentos chamados alcaloides da cravagem do centeio.

Esses medicamentos normalmente são ministrados para parar o sangramento intenso que às vezes ocorre após o parto.

Estes medicamentos também podem ser usados para outras circunstâncias como determinado por seu médico.

Se alguma das informações e dicas contidas neste artigo de saúde lhe causa preocupação especial ou quiser mais informações sobre o seu medicamento e sua utilização, consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico. Lembre-se de manter este e todos os outros medicamentos fora do alcance das crianças e de nunca compartilhe seus medicamentos com outras pessoas.

Informações Importantes:

Informe o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico se…

  • É alérgico a algum medicamento, prescrito ou não.
  • Estiver grávida ou se planeja engravidar durante o uso deste medicamento.
  • Estiver amamentando.
  • Está tomando qualquer outro medicamento prescrito ou não, particularmente bromocriptina, nitratos ou outros medicamentos para a angina, ou outros alcaloides da cravagem do centeio.
  • Tiver outros problemas médicos, especialmente angina, dor no peito, a doença dos vasos sanguíneos, pressão alta, infecção, doença renal, doença hepática, fenômeno de Raynaud ou embolia (história).
    Ergonovina/Metilergonovina (Oral)

Posologia

Tome este medicamento somente como orientado por seu médico. Não tome por mais tempo do que previsto. Se você tomar muito ou demorar mais tempo do que o seu médico receitou, pode causar efeitos graves.

Se você esquecer uma dose deste medicamento, pule a dose esquecida. Não tome dose dupla. Em vez disso, volte ao seu esquema habitual.

Para guardar este medicamento:

Mantenha fora do alcance das crianças. Armazene longe do calor e da luz direta. Não armazene no banheiro, perto da pia da cozinha, ou em outros lugares úmidos. Calor ou umidade podem alterar o medicamento. Não guarde medicamentos desatualizados ou medicamento não mais necessário. Certifique-se de que está descartado qualquer medicamento fora do alcance das crianças.

Leia também: “Como Tratar as Complicações Pós-parto“.

Precauções

Se você tiver uma infecção ou doença de qualquer espécie, consulte o seu médico antes de tomar essa medicação, pois podem ser mais sensíveis aos seus efeitos.

Efeitos Colaterais

Os efeitos colaterais que devem ser comunicados imediatamente ao seu médico:

Menos comum – dor no peito.

Raros – visão turva, dor no peito, convulsões, dor de cabeça (súbita ou grave), batimentos cardíacos irregulares, falta de ar (inexplicável).

Outros efeitos colaterais que devem ser comunicados ao seu médico:

Menos comum: batimentos cardíacos lentos.

Raros – coceira na pele, dor nos braços, pernas ou costas, mãos ou pés, pálido e frio, fraqueza nas pernas.

Com o uso em longo prazo – pele seca, murcha as mãos, pernas ou pés; falsa sensação de insetos rastejando sobre a pele, dor e vermelhidão no braço ou uma perna, paralisia de um lado corpo.

Os efeitos colaterais que geralmente não requerem atenção médica:

Estes efeitos secundários podem desaparecer durante o tratamento, mas se continuam ou são incômodos, verifique com seu médico.

Mais comuns – náuseas, cólicas uterinas, vômitos.

Outros efeitos secundários não mencionados acima podem também ocorrer em alguns pacientes. Se notar qualquer outro efeito, verifique com seu médico.