Quando sofremos alguma infecção, temos a garganta ou, inclusive, os sintomas de gripe, a primeira coisa que vem à mente é tomar alguns medicamentos para nos sentirmos melhor. Mas você sabia que os antibióticos podem ser contraproducentes se não forem usados da maneira correta?

São muitos os mitos que circulam sobre o uso dos antibióticos, alguns medicamentos que atuam apenas contra as bactérias, e não nos servem contra outras doenças provocadas por vírus, como, por exemplo, a gripe e o resfriado. Se você acha que a melhor ideia quando tem sintomas como febre ou inflamação da garganta é tomar um antibiótico, está muito errado, você poderia piorar a situação! Nós revelamos os mitos mais comuns sobre os antibióticos.

A melhor maneira de combater uma gripe ou um resfriado é descansar até que os sintomas desapareçam e, acima de tudo, hidratar-se bem. Então, aqui vamos deixar algumas deliciosas e simples receitas de Sucos Para Aumentar as Defesas do Organismo.

Mitos e Verdades Sobre os Antibióticos:

1. Os antibióticos servem para curar qualquer coisa.

Falso! Os antibióticos são eficazes apenas para as infecções provocadas por bactérias. A gripe e o resfriado, por exemplo, são patologias provocadas por vírus. Além disso, muitas infecções de ouvido e inflamações de garganta, como a faringite, também costumam ser provocadas por vírus.

Então o que podemos fazer para nos curarmos? A verdade é que não há nada que possa eliminar o vírus, mas apenas podemos tratar os seus sintomas. Os analgésicos podem ser eficazes para dor de cabeça, e os antipiréticos servem para reduzir a febre. Se você tem gripe ou resfriado, esqueça os antibióticos! Além disso, se forem parasitas ou fungos, nem sempre serão eficazes os antibióticos.

2. O uso de antibióticos previne os sintomas da gripe.

Errado! Se os antibióticos não podem eliminar o vírus, tampouco podem prevenir o aparecimento das doenças causadas por eles. É lógico, certo?

Na verdade, tomar antibióticos quando estamos saudáveis pode provocar que, precisamente, nos tornemos mais vulneráveis as infecções bacterianas. O abuso destes fármacos pode provocar fazer com que as bactérias se tornem resistentes e, quando tivermos uma infecção de verdade, os antibióticos não podem eliminá-las do organismo.

3. Os antibióticos funcionam matando as bactérias.

A verdade é que nem sempre é assim. Às vezes, esses fármacos atuam sobre as bactérias eliminando-as (ação bactericida); mas em outras ocasiões seu trabalho é inibir o seu crescimento e desenvolvimento (bacteriostático). Se impede que as bactérias continuem crescendo, nosso próprio corpo, com seu mecanismo de defesa natural, pode agir contra a infecção de forma eficaz. É uma maneira mais natural de eliminar uma infecção.

Leia também: "Antibióticos Caseiros – Antibióticos Para Garganta, Amígdalas, Bronquite e Resfriado".

4. Os antibióticos diminuem as defesas.

Claro que você já ouviu esta afirmação em alguma ocasião. Ou é possível que você mesmo a tenha usado. Se você toma antibióticos, por exemplo, para tratar uma infecção de urina, pode acontecer que em pouco tempo acabe com uma infecção por fungos na vagina (candidíase vaginal).

Isso pode acontecer porque os antibióticos podem alterar a microbiota natural, ou seja, a flora bacteriana que o seu próprio corpo possui, e que é necessária para que tudo funcione corretamente. A flora da vagina, por exemplo, é muito sensível a estas mudanças. Mas isso não significa que as defesas do corpo sejam alteradas. Não tem nada a ver!

5. Qualquer antibiótico é eficaz para uma infecção bacteriana.

Nem todos os antibióticos têm o mesmo efeito. Os de amplo espectro bacteriano, por exemplo, atuam sobre muito mais tipos de bactérias do que os de espectro seletivo, que se dirigem unicamente a um grupo determinado de bactérias. Não pense que por ter uma infecção nos olhos, você pode tratá-la com o mesmo medicamento com o qual curou uma infecção do ouvido na semana passada. Os antibióticos apenas devem ser tomados sob prescrição médica.

Embora às vezes seja inevitável passar por uma infecção bacteriana ou um vírus, o melhor é se manter saudável para prevenir qualquer patologia. Alimentar-se bem, fazer exercício e dormir as horas suficientes são hábitos que podem te ajudar a ter as defesas em forma.