O Que é Nitrato de Gálio?

Nitrato de gálio é usado para tratar a hipercalcemia (excesso de cálcio no sangue) que pode ocorrer com alguns tipos de câncer.

Se alguma das informações e dicas contidas neste artigo de saúde lhe causa uma preocupação especial ou quiser mais informações sobre o seu medicamento e sua utilização, consulte o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico. Lembre-se de manter este e todos os outros medicamentos fora do alcance das crianças e nunca compartilhe seus medicamentos com outras pessoas.

Informações Importantes:

Informe o seu médico, enfermeiro ou farmacêutico se…

  • É alérgico a algum medicamento, prescrito ou não.
  • Estiver grávida ou se planeja engravidar durante o uso deste medicamento.
  • Estiver amamentando.
  • Está tomando qualquer outro medicamento prescrito ou não; especialmente anti-infecciosos por via oral ou injetável, cisplatina, medicamento combinado para a dor que contenham aspirina, acetaminofen, salicilatos ou outros, ciclosporina, desferroxamina, lítio, metotrexato ou penicilamina.
  • Possui algum outro problema médico, especialmente doença renal.

Para guardar este medicamento:

Mantenha fora do alcance das crianças. Armazene longe do calor e da luz direta. Não armazene no banheiro, perto da pia da cozinha, ou em outros lugares úmidos. Calor ou umidade podem comprometer o medicamento. Não guarde medicamentos vencidos. Evite congelar esta medicação. Não refrigere.

Nitrato de Gálio (Injetável)

Leia também: “Quanto Cálcio Você Deve Consumir?“.

Precauções:

É importante que o seu médico verifique o seu progresso em visitas regulares enquanto você estiver recebendo esta medicação. Se a sua condição melhorou e você não está mais recebendo nitrato de gálio, o progresso deve ser revisto.

Com resultados dos testes laboratoriais ou a ocorrência de determinados sintomas caso a sua condição estiver voltando.

Efeitos Colaterais:

Os efeitos colaterais que devem ser comunicados ao seu médico:

Mais comuns: sangue na urina, dor óssea, grande aumento ou diminuição da frequência da micção ou a quantidade de urina, aumento da sede, perda de apetite, fraqueza muscular, náuseas ou vômitos.

Menos comuns: cãibras no abdômen, espasmos musculares.

Raros: cansaço ou fraqueza.

Os efeitos colaterais que geralmente não requerem atenção médica:

Estes efeitos secundários podem desaparecer durante o tratamento no entanto, se continuam ou são incômodos, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.

Mais comuns: sabor metálico, diarreia.

Outros efeitos secundários não mencionados acima podem também ocorrer em alguns pacientes. Se notar qualquer outro efeito, verifique com seu médico, enfermeiro ou farmacêutico.