Os ansiolíticos são um grupo de fármacos que produzem desaceleração das funções nervosas, por isso produzem relaxamento ou sensação de calma.

São utilizados para tratar quadros de pânico, espasmos musculares, sintomas de nervosismo, insônia, ansiedade e convulsões.

Podemos diferenciar entre um grupo de benzodiazepinas que são de ação curta (entre 2 e 10 horas) e de ação longa (12 a 100 horas) em seu efeito. Por isso, Triazolam (2 – 4 horas) é usado como sonífero e, no entanto, devemos usar outro sobre para falta de sono por despertar cedo.

É preciso ter cuidado se existe previamente doença hepática, abuso de álcool, doenças cerebrais, escassa salivação em crianças, glaucoma, hiperatividade, doença renal ou doença pulmonar, miastenia gravis, porfiria, gravidez, ou apneia do sono.

Durante o tratamento podem aparecer convulsões, febre, tremores, fraqueza muscular, perda de reflexos, astenia intensa, movimentos involuntários, falta de ar, ressecamento das membranas mucosas (oral – conjuntival – nasal), pele eritematosa, hipotensão, batimento cardíaco lento, alterações mentais leves ou, inclusive, confusão ou coma.

Benzodiazepinas: Os benzodiazepínicos causam dependência, por isso devem ser usadas em tratamentos por curtos períodos de tempo. Ao suspender um tratamento com benzodiazepinas, demora cerca de três semanas até que o corpo perca o hábito. Durante esse tempo, é possível observar uma pele muito sensível à dor, desconforto abdominal, alterações na visão, hipotensão, quadros de confusão e distúrbios do sono.

Saiba mais Sobre os Medicamentos Ansiolíticos

Não deve ser administrado com álcool, já que sua atividade é reforçada, nem são recomendados durante a gravidez e lactação, por passar para o feto e recém-nascido através da placenta e do leite materno.

Com Alprazolam costuma-se ver alterada a libido e a ereção, inclusive com falta de orgasmo.

O Clonazepam parece produzir um aumento da libido, e nos homens e pode causar ginecomastia.

Com Diazepam e Quazepam a libido é alterada e aparecem alterações nos ciclos menstruais das mulheres e impotência nos homens.