"O sal está presente em nossa dieta de diferentes formas e, embora possa parecer o inimigo não deve ser eliminado da dieta e tampouco deve ser consumido em excesso. Hoje vamos falar sobre os efeitos tanto do consumo excessivo como do escasso consumo de sal para a saúde e especialmente para os fisiculturistas. "

O sal não é o inimigo e de nenhuma maneira deve ser eliminado da dieta. Por outro lado, todos devem estar cientes do papel que desempenha o sódio em um programa de nutrição equilibrado.

O sal ou cloreto de sódio é um composto químico. Este se produz de forma natural em muitas áreas do mundo. Os cristais de sal têm uma forma de cubo – se você olhar o sal através de uma lupa poderá ver pequenos “quadrados” ou cubos.

O sal é um nutriente essencial – o seu corpo necessita de cloreto e de sódio, mas não pode produzir esses elementos por si só.

É por esta razão que temos um receptor humano gustativo (papilla gustativa) especificamente para o sal.

No corpo, o sal ajuda a regular o volume de sangue e a pressão. Muitos estudos têm mostrado que o aumento ou diminuição da ingestão de sal por indivíduos sensíveis a este pode ter um impacto direto sobre a pressão arterial.

Assim como o sal forma um ambiente hostil para os micro-organismos mediante a desidratação deles, o sal controla o equilíbrio da água no corpo humano. Este desempenha um papel importante na digestão e é essencial para conseguir um ritmo cardíaco regular. Também é essencial em equilibrar a quantidade de potássio no corpo.

Os efeitos do consumo excessivo de sal para os fisiculturistas

Inchaço: o consumo excessivo de sal geralmente pode ser excretado na urina e no suor durante o exercício, no entanto, o sal provoca retenção de água.

Nos piores casos até 4 litros de excesso de água, o que aumenta o peso do corpo fazendo com que você pareça inchado e também impede de perder peso. Se você exceder o sal esteja preparado para parecer inchado.

O excessivo consumo de sal afeta a pressão arterial: quando se consome muito sal, os rins têm dificuldade para se desfazer do excesso de sal.

Como resultado, o sal permanece no corpo por meio de um processo de osmose, que extrai a água e a retém no seu corpo.

Este excesso de líquido no seu corpo põe ênfase na circulação que causa o aumento da pressão total nos vasos sanguíneos. Com o tempo, o excesso de pressão em suas artérias fará que te custe treinar mais e colocará pressão adicional sobre o seu coração.

Isso pode conduzir a episódios cardiovasculares, como ataques cardíacos e derrames. A pressão arterial elevada danifica o coração, o cérebro e os rins.

Os efeitos do consumo inadequado de sal para os fisiculturistas

Pressão arterial baixa: como a ingestão elevada de sal aumenta a pressão arterial, parece óbvio que o contrário também aconteça, já que muito pouco sal na dieta causa pressão arterial baixa, o que pode levar a tonturas e desmaios.

Se isso acontecer durante uma sessão de exercícios pode ser muito perigoso.

Cãibras: como o sal e outros eletrólitos estão envolvidos na contração e relaxamento dos músculos, uma dieta com pouco sal pode causar problemas com o relaxamento muscular, resultando em uma duração de cãibras dolorosas que podem afetar o seu desempenho na academia.

Esta é a razão pela qual os eletrólitos são usados em bebidas esportivas, já que ajudam a repor os eletrólitos perdidos no suor para evitar problemas como cãibras.

Ingestão normal de sal diária

Para evitar que isso ocorra você deve controlar a sua ingestão diária de sal.

Evite adicionar muito sal as suas refeições e reduza a quantidade de sódio que entra no seu corpo proveniente dos alimentos pré-embalados.

Para fazer isso, você deve aprender e começar a ler os painéis e rótulos nutricionais nas embalagens dos alimentos e começar a comprar aqueles com “pouco sal”.

A necessidade diária de sal é pequena, cerca de 4 gramas de sal por dia, o equivalente a 1,6 gramas de sódio por dia (1 grama de sal contém 390 miligramas de sódio).

A OMS recomenda que as pessoas adultas não superem mais do que 6 gramas de sal por dia, ou o que é o mesmo que 2,4 gramas de sódio por dia.