A cúrcuma (Curcuma longa) é um “rizoma” uma planta herbácea perene da família do gengibre (especificamente a família Zingiberaceae) e cresce na Indonésia, China, Índia e outras partes dos trópicos. A parte utilizada é o rizoma, o qual é moído e fervido para criar um pó laranja que se utiliza comumente como uma especiaria no curry, assim como corante em alimentos como mostarda, picles, queijos e margarinas.

Além dos seus usos culinários, a cúrcuma tem muitas propriedades medicinais e tem sido usada durante séculos para curar vários tipos de doenças que afetavam a população. Desde os tempos antigos sua principal utilização tem sido destinada a combater o desconforto e qualquer tipo de problema gastrointestinal, desde diarreia, cólicas ou inflamação, entre outras doenças. Também é popular como antisséptico para feridas e queimaduras.

Na atualidade, a cúrcuma está causando no mundo inteiro um grande interesse em cientistas que descobriram que o composto da cúrcuma, chamado curcumina (fito químico que lhe dá essa cor amarelo-laranja a essa raiz) é principalmente responsável por seus benefícios para a saúde.

A curcumina possui grandes propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, e, felizmente, cada vez surgem novas investigações que apoiam a sua utilização em uma grande variedade de aspectos médicos.

Benefícios da Cúrcuma/Curcumina

Benefícios da Cúrcuma:

Propriedades Antioxidantes. A curcumina um poderoso antioxidante que pode ajudar a proteger as células da ação dos radicais livres. Os radicais livres são moléculas instáveis que têm pelo menos um elétron não emparelhado e, basicamente, se alimentam dos elétrons de moléculas saudáveis a fim de sobreviver, o que por sua vez, causa o conhecido dano ou estresse oxidativo.

Em poucas palavras, estão em uma constante busca para se unir com outro elétron para se estabilizar, um processo que pode causar danos no DNA e outras partes das células humanas. Este dano pode desempenhar um papel no desenvolvimento do câncer e outras doenças e acelerar o processo de envelhecimento.

Leia também: “Cúrcuma: Propriedades e Benefícios Para a Saúde“.

Propriedades Anticancerígenas. A curcumina tem sido objeto de numerosos estudos que demonstram sua eficácia no combate contra as células cancerosas. De acordo com um estudo de 2008 publicado na revista “Cancer Letters”, a curcumina tem se mostrado eficaz na luta contra diversos tipos de câncer.

O relatório, elaborado por pesquisadores da Universidade do Texas MD Anderson Câncer Center, explica que a curcumina interrompe as vias de sinalização celular e que interfere com a capacidade das células cancerosas para se desenvolver, multiplicar, sobreviver e invadir tecidos saudáveis. A curcumina também estimula a apoptose ou morte das células cancerosas.

Uma edição de maio de 2010, da “Cancer Research”, relata que pesquisadores estão desenvolvendo maneiras de injetar a curcumina nos tecidos para realizar uma liberação constante e sustentada desta substância, o que tornará ainda mais eficaz na luta e tratamento do câncer.

Propriedades Anti-inflamatórias. A curcumina também contém propriedades anti-inflamatórias, mediante a estimulação das glândulas suprarrenais para produzir hormônios anti-inflamatórios e mediante a redução dos níveis de histamina.

Devido às suas propriedades anti-inflamatórias, a curcumina também se tornou popular entre as pessoas que sofrem de dor nas articulações e artrite. Para todos os que praticam esportes também pode ser um bom aliado, já que nos ajuda a manter as articulações em perfeitas condições evitando que se inflamem.

Propriedades Neotrópicas. A curcumina também tem demonstrado que possuem propriedades neotrópicas (o que significa que pode ajudar a função cerebral), mediante a proteção dos neurônios e facilitando a transmissão dos sinais através das sinapses. Este benefício da curcumina leva a esperança de que, no futuro, possa ajudar a prevenir a doença de Alzheimer e outras relacionadas com a idade de deterioração cognitiva.

Propriedades Anticoagulantes. Outro dos grandes benefícios da curcumina é sua capacidade para ajudar a diluir o sangue e reduzir a oxidação de placas nas paredes das artérias. Esta propriedade faz com que a curcumina seja benéfica para as pessoas com pressão arterial elevada ou colesterol alto, já que pode ajudar a proteger contra os ataques cardíacos e derrames.

Não devemos esquecer que a cúrcuma pode ser um bom aliado para diabéticos, pois também se mostra eficaz para reduzir o açúcar no sangue. A cúrcuma tem um alto poder expectorante que faz com que seja utilizada para aliviar os pulmões durante o resfriado, além de ajudar a eliminar a mucosidade brônquica e abrir as vias respiratórias. Topicamente, a cúrcuma, também pode ser um bom aliado contra as queimaduras, condições como psoríase, fungos, etc.

Dosagem: Os suplementos de cúrcuma geralmente vêm em doses de cerca de 400 mg e, costumam ser tomados 2 ou 3 vezes por dia com as refeições. Se o suplemento fornece 1000 mg de extrato de cúrcuma, apenas é tomado uma vez por dia.

Os suplementos de alta qualidade têm 95% de curcumina padronizado. Isto significa que 95% do suplemento da cúrcuma são a curcumina.

É importante consultar o seu médico antes de adicionar um suplemento de cúrcuma à sua dieta, especialmente se você estiver grávida ou amamentando, ou está tomando medicamentos prescritos, dado que podem interagir com a cúrcuma. Não tome cúrcuma se você tem pedras nos rins ou obstrução do duto biliar. A cúrcuma pode retardar a coagulação do sangue.

Para mais informações sobre os usos da cúrcuma, não deixe de ler também “Remédios Caseiros Com Cúrcuma“.