A (onu) Organização das Nações Unidas disse hoje que continua preocupada com o surto de cólera no Haiti e discute o novo relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças em que os Estados Unidos sugere que há “fortes indícios” de que este tipo de vírus foi levado por forças de paz.

O porta-voz da ONU Farhan Haq disse hoje que a agência “está ciente do relatório dos americanos, como tem feito com relatórios anteriores”.

De acordo com este estudo realizado por médicos franceses e haitianos e agora publicado na revista Emerging Infectious Diseases EUA, a “poluição do rio Artibonite veio de um acampamento militar onde a epidemia se originou”.

ONU Está Preocupada Com o Surto de Cólera no Haiti

O surto de cólera que eclodiu no Haiti em outubro de 2010 matou 5.506 pessoas e afetou 363.117 de acordo com dados recentes fornecidos pelas autoridades haitianas.

O estudo também observa que o surto de cólera no Haiti foi “surpreendente”.

Enquanto isso, o porta-voz da ONU reiterou a preocupação pelo surto e observou que, por essa razão, o secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, estabeleceu um painel independente no início deste ano e o relatório sobre a situação da saúde tem se tornado público.