Arsênico No Arroz: O Que Ninguém Te Contou

Existe arsênico no arroz? Este ingrediente é um dos alimentos mais consumidos a nível internacional, e no entanto, alguns estudos colocam em dúvida seus efeitos sobre a saúde. Isto se deve ao seu teor de arsênico inorgânico, um componente natural que pode resultar altamente tóxico, sendo associado inclusive com doenças como o câncer. Esta substância nociva chega ao arroz através do solo de cultivo.

O que Existe de Verdade sobre o Arsênico no Arroz?

Falando sobre o arsênico no arroz, convém recordar que dito arsênico é um metaloide ou semi-metal que se cria mediante processos naturais, ou através da intervenção humana. Pode se produzir em nosso corpo mediante a inalação de ambientes contaminados ou sua ingestão, estando presente na água e alguns alimentos, como peixes, algas marinhas, cereais, cogumelos, leite ou cogumelos.

Arsênico no Arroz: O que Ninguém te Contou

No entanto, o arroz é o que está no foco, já que concentra quantidades muito elevadas desta substância. Isso se deve à sua forma de cultivo, em terras com grande umidade, assim como a própria contaminação do solo. Além disso, este alimento absorve com maior facilidade o arsênico que os outros.

Tudo isso tem dado lugar a uma forte polêmica, devido em grande parte ao documentário "Trust me, I’m a doctor" (Confie em mim, eu sou médico), divulgado pela BBC. Nele, se falava dos perigos do arsênico e se explicavam as diferentes formas de cozinhar o arroz para reduzir sua quantidade e torná-lo mais apto para o consumo.

Mas não é o único documentário que considera o arsênico inorgânico um grande inimigo para a nossa saúde. De acordo com a União Europeia, está classificado como cancerígeno de categoria 1, embora "tudo depende da quantidade de arroz que você consome por dia", explica o químico britânico Andrew Meharg, professor de ciências biológicas da Universidade de Queens em Belfast, considerado uma autoridade no assunto.

Por tudo isso, em 2016 entrou em vigor uma nova lei da Comissão Europeia, que define que as marcas devem limitar a quantidade de arsênico permitido no arroz e produtos derivados do mesmo.

Leia também: "O Que São Pesticidas e Quais Seus Verdadeiros Riscos Para a Saúde".

Como Reduzir o Arsênico no Arroz

Alguns especialistas asseguram que a presença de arsênico no arroz é baixa, mas não é assim no arroz proveniente de países como Índia, onde a água é realmente contaminada. Em todo caso, convém reduzir a percentagem mediante alguns métodos.


[caption id="attachment_61852" align="alignnone" width="650"] Tipos de Arroz[/caption]

Existem diferentes formas de cozinhá-lo para eliminar esta substância tóxica. Por exemplo, cozinhando com cinco doses de água por uma de arroz reduzimos o nível de arsênico pela metade. Embora seja melhor ainda deixá-lo de molho durante a noite, com isso eliminaremos até 80%.

O que você acha sobre esta informação a respeito da verdade sobre o arsênico no arroz?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto