O Suicídio Entre Os Adolescentes: Não É Brincadeira De Criança

O suicídio quando nem sequer se começou a viver no sentido estrito da palavra, é um assunto comovente. Mas, além da tristeza que o suicídio de um adolescente causa, é uma realidade que não se pode negar. E parece que agora, inclusive alguns adolescentes mais jovens estão pensando em suicídio. É isso mesmo: um estudo recente mostra que o suicídio entre adolescentes ocorre mais cedo do que se pensava.

A adolescência é uma fase da vida em que se descobrem novas emoções. É o momento em que se deixa de ser criança e começa a transição para a vida adulta, com todos os desafios e as alegrias que isso pode trazer para uma pessoa. Muitos de nós recordamos nossa adolescência como uma fase feliz, idealista e cheia de sonhos a realizar. Também é durante esta época que as emoções são mais intensas, os amores eternos e a tristeza infinita.

É provável que precisamente, a intensidade das emoções durante a adolescência, seja a razão para que o suicídio ou tentativa de suicídio, apareçam com frequência na vida de muitas pessoas jovens. De acordo com dados publicados pelo Instituto Nacional de Saúde Mental dos Estados Unidos, em 2007, o suicídio foi a terceira principal causa de morte entre os jovens entre 15 e 24 anos.

O Suicídio Entre os Adolescentes: Não é Brincadeira de Criança

Mas se você pensava que uma pessoa de 15 anos é muito jovem para querer morrer, te surpreenderá que hoje em dia, até crianças de até 12 anos de idade querem acabar com sua vida. Um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu isso, depois de entrevistar 900 jovens entre 18 e 19 anos de idade e descobriu suas tentativas de suicídio. Dos jovens entrevistados, 9% disseram que tinham tentado o suicídio em algum momento e deles, 40% admitiu que essa tentativa foi antes de começar o ensino médio, a maioria em torno dos 12 anos de idade. Mas o mais alarmante é aqueles jovens que relataram ter tido várias tentativas de suicídio, confessaram que a primeira tentativa foi aproximadamente aos 9 anos de idade.

Este estudo também descobriu que as tentativas de suicídio em uma idade precoce, coincidiam com sofrer depressão.

Leia também: "Depressão em Adolescentes: Causas e Sintomas de Depressão em Adolescentes".

Se você se preocupa com esta questão, porque tem filhos adolescentes ou é um adolescente aqui te damos um guia para identificar os fatores de risco:

  • Transtornos mentais, como a depressão.
  • Abuso de substâncias tóxicas.
  • Tentativa de suicídio anterior.
  • História familiar de suicídio.
  • Violência no ambiente familiar.
  • Ter sido vítima de abuso sexual.
  • Existência de armas na casa.
  • Suicídio de familiares ou amigos próximos.
  • Estar preso ou ter estado.

Um adolescente pode ter pensamentos suicidas se:

  • Se sente triste e com autoestima baixa.
  • Sente que "não tem valor".
  • Tem raiva (ira) e sentimentos de vingança.
  • Não quer participar em atividades sociais com a família e amigos.
  • Tem alterações nos padrões para dormir (padrões de sono).
  • Se sente esgotado (a).
  • Está irritável.
  • Chora com frequência.
  • Não se cuida.
  • Têm comportamento impulsivo.
  • Sofre de dores de cabeça e de estômago.
  • Fala de suicídio ou morte.
  • Tem comportamentos autodestrutivos, como o abuso de álcool, drogas, ou dirigindo muito rápido, por exemplo.

Leve em conta que tanto os fatores de risco como os sinais de alerta também se apresentam em pessoas que não têm intenção de cometer suicídio. Por isso, é importante analisar cuidadosamente se é um caso para se preocupar.

Quais medidas preventivas podem ser tomadas? Estatisticamente está comprovado que os adolescentes que cometem suicídio dão algum tipo de aviso a repeito. Por isso, pais, amigos e familiares devem estar atentos a estes avisos para poder procurar ajuda profissional (assistência psiquiátrica), se necessário.

Se você tiver dúvidas sobre como pode prevenir o suicídio, fale com um especialista em saúde mental, procure ajuda, não mantenha silêncio. Converse com seu filho (a) adolescente sobre seus problemas. Lembre-o que a vida é bela e que tudo tem uma solução. Suicídio em adolescentes não é brincadeira de criança.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto