Que Papel Desempenha A Miostatina No Crescimento Muscular E Como Bloqueá-La

Embora a miostatina, também conhecida como Fator de Diferenciação de Crescimento-8 (GDF-8), seja um conceito "a priori" pouco conhecido, o certo é que a nível muscular desempenha um papel importante e essencial para a nossa hipertrofia. Em termos gerais, podemos definir a miostatina como uma proteína natural que regula o desenvolvimento do músculo esquelético.

O problema desta proteína é que regula a hipertrofia e o tamanho das fibras durante o processo de formação do tecido muscular (miogênese), mas de modo negativo, ou seja, é um fator de crescimento metabólico que inibe ou previne o aumento da massa muscular, influenciando também no nível de gordura corporal.

Generalizando, e para que se entenda de um modo simples, se temos níveis elevados desta proteína, não vamos hipertrofiar corretamente, já que estamos diante do fator catabólico externo mais limitante para o desenvolvimento muscular.

Que Papel Desempenha a Miostatina no Crescimento Muscular e Como Bloqueá-la

Conhecendo Mais Sobre a Miostatina:

A miostatina pertence à família dos fatores de crescimento segregados e é uma proteína codificada no gene MSTN que, em níveis deficientes, pode provocar mutações genéticas onde aparecem níveis extraordinariamente elevados de força e massa muscular.

Na verdade, hoje em dia conhecemos casos de crianças que se tornaram públicos, devido ao seu anormal desenvolvimento de massa muscular e sua escassa gordura corporal. Em muitos destes casos é evidente a hipertrofia muscular ligada à mutação genética.

Quando fazemos um treinamento criamos uma consequente ruptura de fibras musculares que serão em breve reparadas e conduzirão a uma hipertrofia muscular. O problema é que, um aumento significativo nos níveis de miostatina irá inibir este processo de criação de massa muscular, aparecendo deste modo à atrofia. Daí a importância de manter os níveis adequados desta proteína e de bloqueá-los, se necessário.

Leia também: "O Que É Creatina?".

Como Bloquear a Síntese de Miostatina:

A miostatina é um retardador absoluto do crescimento de nossas células musculares por essa razão, em muitas ocasiões em que os níveis são elevados, para hipertrofiar corretamente é de vital importância bloquear a síntese desta proteína.

Bloqueio Através da Suplementação. Têm sido realizados estudos que confirmaram que o bloqueio absoluto de miostatina em roedores, dispostos geneticamente, resultou em camundongos com menor índice de gordura e com um incrível tamanho muscular graças à hipertrofia, o crescimento das células musculares, e a hiperplasia, aumento do seu número.

A glucosamina é um dos componentes que se acredita ter efeitos de inibição ou bloqueio da miostatina, embora hoje em dia ainda não tenham sido demonstrados os benefícios deste composto no desenvolvimento muscular dos seres humanos.

Por esta razão, muitas investigações continuam a se concentrar no trabalho com roedores, os quais geram um excesso de inibidores naturais de miostatina, folistatina e miostatina propéptido, até que se consiga encontrar um agente que bloqueie a síntese desta proteína conseguindo aumentar a massa muscular.

Bloqueio Através do Treinamento Com Pesos. O treinamento com pesos realizado com uma frequência regular reduz a atividade da miostatina, inibindo sua liberação e síntese. Desta forma, conseguimos que se produza uma recuperação ótima do músculo e um consequente aumento de massa ou hipertrofia muscular. Se atendermos a intensidade dos nossos treinamentos, em linhas gerais, embora nós sempre falamos, sem cair no overtraining, quanto maior for à intensidade do treinamento, maior será a inibição de miostatina.

Bloqueio Através da Dieta. Quando sentimos fome os níveis de cortisol sobem, o que pode desencadear um aumento correspondente nos níveis de miostatina e de outros processos catabólicos do cortisol.

Evitar esses momentos de fome e se alimentar corretamente antes e depois de cada treinamento, ajudarão a manter constantes os nossos níveis de cortisol e também os de miostatina.

Relação Miostatina e Creatina:

Estudos têm demonstrado, que tomar creatina junto com o acompanhamento de um padrão de treinamento de força ou resistência adequado, reduzem os níveis de miostatina no sangue, o que inevitavelmente termina em uma clara melhoria da nossa hipertrofia.
Especificamente, de acordo com investigações, o treinamento de resistência acompanhado de uma ingestão diária de creatina 0,05 g/kg de peso corporal, dá lugar aos resultados de redução de miostatina mais eficazes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto