Eles podem viver até 30 anos e são imunes a praticamente qualquer doença, inclusive o câncer. Estas características tornam a Heterocephalus glaber ou rato-toupeira pelado em um dos animais preferidos para a investigação científica.

Estes roedores, principalmente, da Etiópia, Quênia e Somália, são caracterizados pela completa falta de cabelo. Sua dieta é baseada em raízes e tubérculos, algo que tem criado muitos inimigos entre os fazendeiros, que têm considerado esta espécie como uma praga pelos danos que causam aos seus cultivos.

Além disso, os ratos-toupeiras são quase cegos, vivem em túneis subterrâneos e mal vêem a luz do sol. A sua estrutura social é semelhante a de uma colônia de formigas, a rainha fêmea dá à luz a crianças, entre 3 e 12 por nascimento, embora seja capaz de acomodar até 27 fetos.

Rato de Laboratório Perfeito

No entanto, estes roedores fascinam a comunidade científica por suas características físicas. Enquanto os ratos vivem em média dois anos, os ratos-toupeira pelados podem viver até 30 anos, com poucos sinais de idade. Além disso, eles parecem imunes a muitas doenças, que incluem o câncer.

Outro fato a se notar é que os ratos sem pêlos não sofrem, porque falta um neurotransmissor conhecido como substância P, relacionado com estímulos sensoriais e dor.