A saúde dos seus dentes e suas gengivas depende dos seus bons hábitos alimentares, escovação diária, uso do fio dental, assim cômodas visitas frequentes ao dentista para uma revisão do estado da sua boca e uma limpeza dental profissional. Você já se perguntou com que frequência precisa destas limpezas? Há vários fatores que influenciam para determinar se você precisa ir uma vez por ano, duas ou inclusive mais vezes. Aqui te informamos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Quando foi a última vez que você visitou o consultório do seu dentista? Talvez, ele tenha sugerido que voltasse em seis meses para outra limpeza dental, esta é uma recomendação comum entre os dentistas e odontologistas e que tem prevalecido durante décadas.

No entanto, um estudo realizado na Universidade de Michigan, publicado no Journal of Dental Research, afirma que não existe evidência que sustente essa recomendação. Depois de analisar e acompanhar os casos de mais de 5.100 adultos que foram visitar o dentista regularmente durante 16 anos seguidos, os pesquisadores concluíram que a maioria das pessoas não precisa de mais do que uma visita anual ao dentista, a menos que tenham fatores de risco, como tabagismo, sofrer de diabetes ou que tenha alguma predisposição genética para doença das gengivas.

Saiba Quantas Vezes Por Ano É Recomendada a Limpeza Dental

Então, quem tem razão? Não há necessidade de se confundir. Cada pessoa e cada paciente é um mundo à parte, por isso a necessidade de visitar o dentista com uma frequência determinada depende, em grande medida, de seus hábitos de limpeza dental, sua alimentação, seu estilo de vida e até mesmo da idade da pessoa.

De onde surgiu a recomendação de duas visitas ao dentista por ano? Foi baseada em uma pessoa "média". Sob esta categoria estariam incluídas as pessoas de meia-idade, que não fumam, escovam os dentes duas vezes por dia e não consomem muitos alimentos ricos em açúcar. Essas pessoas, em um período de seis meses, já acumularam tártaro suficiente para precisar de uma limpeza para eliminá-lo assim proteger a saúde dos seus dentes e de duas gengivas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

É verdade que existem pessoas que poderiam espaçar muito mais as limpezas, mas este grupo é muito menor do que o anterior. Geralmente, aqueles que podem esperar um ano entre uma limpeza dental profissional e são pessoas com 20 ou 30 anos de idade, que seguem uma dieta extremamente saudável e equilibrada e, que além de escovar conscientemente, usam o fio dental diariamente. Você cumpre todos esses requisitos? Parabéns se a sua resposta é sim, mas a grande maioria não tem nem a disciplina nem a constância desse grupo em particular, por isso definitivamente se beneficiaria de duas limpezas anuais para suprir as consequências das deficiências da sua limpeza e da sua alimentação.

Leia também: "Liberte os Seus Dentes do Tártaro".

Se duas limpezas te parece excessivo, te contamos que existem pessoas que precisam inclusive de muitas mais. Entre elas:

  • As pessoas que consomem alimentos e bebidas açucaradas, frequentemente.
  • As pessoas que tomam medicamentos que ressecam a boca (a escassez de saliva promove a proliferação das bactérias que danificam as gengivas, dentes e os ossos da mandíbula).
  • As pessoas de meia-idade e mais velhas. À medida que envelhecemos, vão se acumulando os problemas causados pelos hábitos de toda uma vida, e por sua vez vão aparecendo outras condições que podem afetar a saúde da boca.
  • As pessoas com pouco espaço na boca, com dentes montados, o que dificulta a limpeza a fundo ou passar o fio dental.

Como você pode ver, existem muitos fatores que influenciam o número de limpezas que são necessárias. Siga as recomendações da Associação Dental Americana (ADA, por sua sigla em Inglês), que sugere uma visita ao dentista pelo menos uma vez por ano. Não espere mais do que isso, já que a partir dos dezoito meses sem uma limpeza dental profissional, aumenta o risco de perda óssea (de osso) e o risco de desenvolver doença das gengivas. Nosso conselho é que você mantenha bons hábitos de limpeza, elimine a maior quantidade possível de açúcar da sua dieta e siga as instruções do seu dentista e higienista, que conhecem o seu caso e podem avaliar exatamente o mais conveniente para manter a saúde da sua boca.