Seu corpo poderia estar sob ataque agora mesmo, e provavelmente você não se daria conta. Você não tem sintomas e se sente bem. Tudo parece funcionar corretamente, então qual seria o problema? A inflamação.

Trata-se de um processo normal que é projetado para que seu corpo possa se recuperar, embora ocasionalmente gere desconforto ou dor.

Mas se você, constantemente, coloca o seu corpo sob estresse – seja por questões de trabalho, doença ou inclusive por se exercitar – pode começar a falhar. E a inflamação que se supõe que deve proteger o corpo começa a lutar contra este. A saúde geral declina, você se torna mais vulnerável a lesões, a recuperação dos músculos é retardada e esta situação pode inclusive desencadear alguma doença.

Não há razão para se preocupar, porque com alguns hábitos simples você pode colaborar com os processos de recuperação do seu corpo. Por exemplo, existem muitos alimentos que têm compostos que aliviam tanto a dor como o inchaço.

Alimentos que Ajudam a Regular e Reduzir a Inflamação:

Cerejas. Não apenas esta é uma das fontes mais ricas de antioxidantes que se conhece, mas também é um poderoso anti-inflamatório. Uma nova pesquisa sugere que as cerejas são capazes de aliviar a dor associada com gota e artrite; Eles também podem reduzir a dor articular e muscular induzida pelo exercício.

Sete Alimentos Que Ajudam a Reduzir as Inflamações

Você pode beber em seu café da manhã um copo de suco de cereja, comê-las como sobremesa depois de qualquer refeição ou simplesmente ingeri-las como um lanche.

Canela. Alguma vez foi mais citada que o ouro; a canela é uma das especiarias mais antigas que conhece a humanidade. As pesquisas têm demonstrado que a canela não apenas reduz a inflamação, mas também combate as bactérias, regula os níveis de açúcar no sangue e melhora várias funções cerebrais.

Você não sabe como consumir? Você pode polvilhar no iogurte, cereais ou aveia; também pode adicioná-la aos seus batidos ou um copo
de leite desnatado.

Gengibre. Esta saborosa raiz está disponível durante todo o ano e pode ser usada em centenas de refeições e pratos diferentes. O gengibre possui vários compostos anti-inflamatórios que podem aliviar a dor nas articulações, proteger contra o câncer de cólon e melhorar o sistema imunológico. O gengibre também é um antiemético natural de uso frequente para aliviar tonturas e náuseas.

Você pode preparar chá, colocando algumas fatias de gengibre em água quente ou simplesmente usá-lo em seu molho favorito.

Leia também: “Alimentos Que Combatem a Inflamação e Retenção de Líquidos“.

Cebola. A cebola tem uma grande quantidade de compostos que possui enxofre, que são responsáveis pelo seu forte cheiro e também estão associados com muitos dos seus benefícios para a saúde. Entre eles se incluem sua capacidade para inibir a inflamação e reduzir o colesterol.

Tente adicionar ebolas em suas saladas, sopas e molhos para tirar proveito dos seus benefícios.

Nozes. As nozes são um dos frutos secos mais saudáveis que você pode consumir. Estão carregadas com gorduras saudáveis como ômega-3, tem mais antioxidantes do que os pistaches, amendoins, amêndoas e avelãs, e, obviamente, também possuem compostos anti-inflamatórios, razão pela qual esta fruta está nesta lista.

As nozes são também uma grande fonte de proteínas e fibras. Adicione-as em cima do iogurte ou saladas, ou simplesmente coma um punhado de nozes cruas como um aperitivo.

Abacaxi. Esta fruta tropical possui uma enzima conhecida bromelina, útil para o tratamento de lesões musculares, como entorses e distensões. De acordo com um estudo recente, esta enzima poderia ajudar a melhorar a digestão e também as dores e desconfortos associados com a artrite reumatoide.

O abacaxi é requintado, tanto em batidos como em saladas.

Cenoura. A clássica cenoura laranja é rica em carotenoides, um grupo de fito químico, conhecido por sua capacidade para melhorar o sistema imunológico. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Rochester Medical Center, também tem propriedades anti-inflamatórias. Uma salada de cenoura é perfeita para acompanhar quase todas as refeições, por isso não há desculpa para não consumi-la.

Quantos destes alimentos estão incluídos em sua dieta? Esperamos seu comentário!