A pancreatite trata-se de uma inflamação no pâncreas. Esta inflamação se produz no momento em que as enzimas do pâncreas, encarregadas pela digestão dos alimentos, procedem com a sua ativação na área do pâncreas, em vez de no intestino delgado.

Existem dois tipos de pancreatite que dependem da inflamação: a pancreatite crônica, que se inflama de maneira gradual e crônica, e a pancreatite aguda, que se produz de maneira repentina e súbita.

Neste último caso, o ataque sobre o pâncreas ocorre de forma isolada e, em seguida, o pâncreas retorna ao seu estado normal. No entanto, na pancreatite aguda grave pode chegar a afetar seriamente a vida da pessoa. Por outro lado, a pancreatite crônica afeta de maneira permanente esta área e as funções do pâncreas, chegando inclusive a produzir fibrose.

Causas da Pancreatite

Os principais causas para desenvolver pancreatite são:

Cálculos ou Pedras na Vesícula

É a causa mais frequente de episódios de pancreatite aguda devido ao encravamento de pedras ou cálculos biliares na papila de Vater ponto de saída do duto pancreático até o duto biliar (que transporta bile) justamente ao lado do duodeno. Este entupimento retém as enzimas no interior do órgão e provoca a sua inflamação.

Consumo de Bebidas Alcoólicas

É a segunda causa mais comum desta condição, com maior incidência entre os homens, onde o consumo dessa substância é geralmente mais habitual.

Produz-se por um envolvimento direto da glândula por reabsorção das enzimas produzidas, geralmente em bebedores crônicos, embora uma única ingestão suficientemente forte possa provocar uma pancreatite aguda em pessoas que normalmente não consomem álcool.

Medicamentos

Alguns medicamentos, como os estrogênios, tetraciclinas, certos diuréticos, sulfonamidas e os medicamentos usados em quimioterapia têm demonstrado ser um fator predisponente para esta doença, embora se suspeite de muitos outros com esta mesma relação.

Infecções

Os vírus da hepatite A e B, parotidite e mononucleose infecciosa, assim como Salmonela, Candida e alguns parasitas também têm sido implicados.

Traumatismos

Tanto externos como secundários à cirurgia abdominal ou certos exames exploratórios endoscópicos.

É importante observar que a pancreatite requer atenção médica. No entanto, sempre resulta conveniente, na recuperação, complementá-la com remédios naturais sempre sob supervisão médica.

Sintomas da Pancreatite

Pancreatite Aguda Grave

Dor abdominal grave, vômitos, distensão abdominal e gases, febre, dores musculares e queda da pressão arterial.

Pancreatite Crônica

Leve ou grave dor persistente, geralmente após as refeições, na parte superior do abdômen, por vezes irradiando para as costas ou é generalizada. A dor é ardente, cortante ou contundente.

Os episódios dolorosos podem durar dias ou semanas e, raramente menos de um dia. Icterícia moderada (pele e olhos amarelos, às vezes). Rápida perda de peso.

Leia também: "Remédios Caseiros Para Pancreatite".

Diagnóstico Para Pancreatite

  • Histórico e exame físico por um médico.
  • Pode ser difícil de diagnosticar.
  • Sangue e análise de urina e cintilografia.
  • Raio-X ou ultrassom do pâncreas.

Tratamentos Para Pancreatite

o tratamento para pancreatite deve ser feito por um endocrinologista.

Pancreatite Aguda

O tratamento para a pancreatite aguda inclui o jejum por completo e a eliminação dos alimentos do estômago com uma sonda, dado que estes alimentos produzem enzimas que são a causa do problema no pâncreas. Para aliviar a dor, podemos ingerir analgésicos, prescritos por um médico especialista.

Leia Mais:"Alimentos Recomendados Para Pancreatite".

Apesar de extrairmos os alimentos do estômago, recomenda-se fazer a sua reposição por via intravenosa através de soros, já que incluem líquidos e sais. Desta forma, vamos compensar a perda considerável de fluidos.

No entanto, se nos primeiros dias não notamos sinais de melhora, é necessário prevenir e realizar os exames necessários para evitar qualquer complicação.

Muitos destes casos que possam apresentar complicações costumam passar para a unidade de tratamento intenso, a fim de realizar um exame completo do paciente e, como resultado, saber de onde vem o problema para resolvê-lo.

Pancreatite Crônica

A pancreatite crônica pode ser necessário procedimentos cirúrgicos, medicamentos para dor, enzimas pancreáticas e mudanças na alimentação e hábitos não saudáveis.