A arruda é uma planta que se usa popularmente para tratar certos problemas, no entanto, apesar de suas boas propriedades e benefícios, esta planta apresenta certos riscos se ingerida de uma forma inadequada. Vamos explicar quais são os benefícios da arruda que te fornecem suas propriedades medicinais, mas também quais são os perigos da arruda.

Na verdade, a arruda é uma planta muito conhecida, especialmente no terreno da cozinha e por seu uso em repelentes de insetos, mas esta também possui certas qualidades medicinais que a situam como uma das plantas mais completas com a qual podemos contar.

A arruda é uma planta aromática e possui um sabor amargo que é utilizado em determinadas receitas, no entanto, esta também é ingerida para se beneficiar das suas propriedades contra uma série de doenças, embora, tal e como indicamos no título deste artigo, é preciso ser cuidadoso com esta planta, já que pode resultar perigosa para a saúde. Vamos listar e explicar quais são as propriedades e benefícios da arruda e depois vamos falar sobre quais são os riscos que podemos enfrentar.

Propriedades e Benefícios da Arruda:

A seguir listamos quais são as propriedades medicinais e os benefícios da arruda. Entre outros, encontramos:

Arruda: Benefícios, Propriedades Medicinais e Riscos

  • Ansiedade.
  • Antiparasitária.
  • Regulação hormonal.
  • Infecções de ouvido.
  • Analgésica.
  • Controla episódios de epilepsia.
  • Elimina gases.
  • Expectorante.
  • Reduzir a tensão ocular.
  • Favorece a circulação.

Leia também: “Propriedades da Arruda Para Emagrecer“.

A arruda é uma planta que se usa regularmente para a regulação hormonal que, embora mais à frente nós vamos explicar de forma mais específica, o que faz é que possa descer a menstruação. No entanto, também é frequente o seu uso como analgésico e sedativo.

Por um lado, pode aliviar as dores musculares causadas por luxações ou entorses, assim como as dores de cabeça que vêm desde o pescoço. Devido ao fato de que arruda favorece a circulação, as muitas doenças que são causadas por esta condição, esta planta pode nos ajudar a combater. Também pode ser usada para tratar as varizes, reumatismo e inflamações.

Quanto à sua capacidade sedativa, não funciona de um modo tão imediato ou completo como outras plantas que, sim, estão focadas nisso, mas pode causar este efeito. É por isso que é usada em situações de estresse ou nervosismo, por sua capacidade de nos relaxar. Também pode ajudar-nos a tirar do nosso corpo os incômodos gases que terminam causando dores muito intensas e desconfortáveis.

A arruda também pode ser usada para tratar infecções do ouvido, como otite, assim como pode ser usada em forma de gotas para as irritações ocasionais dos olhos. Esta também é utilizada como reguladora da tensão ocular, embora esta não deva ser confundida com a pressão arterial, já que uma não pode afetar a outra.

Por outro lado, a arruda é usada como antiparasitário, por isso pode eliminar os parasitas que se encontram em nosso estômago, assim como os que se encontram na pele, é o caso dos piolhos. É preciso recordar que, para todos estes usos, a arruda pode ser usada em diversos formatos, seja na forma de chá, de infusão, de óleo, de pomada ou ingerida em pequenas doses.

Leia também: “Contraindicações do Chá de Canela“.

Riscos da Arruda:

Os riscos que podem envolver a ingestão de arruda são muito variados, e vão desde irritações estomacais até complicações mais importantes que podem ocasionar, em casos específicos, a morte. Nós vamos dar uma boa olhada por todas essas contraindicações da arruda para que você não tenha dúvidas sobre a planta ou para que você possa prestar especial atenção a estas causas.

A primeira coisa que você deve saber é que a arruda é uma planta altamente tóxica, por isso que a sua ingestão ou uso deve ser controlado por um especialista que trate com esta planta alguma de nossas condições, mas sempre levando em conta o nosso quadro de doenças e possíveis enfermidades ou tratamentos que, em um determinado momento, possam interferir. Conclui-se que, em doses elevadas, pode levar a consequências muito perigosas, então é preciso controlar a arruda neste sentido.

Quanto às situações nas quais esta planta é descartada como remédio adequado é, principalmente, para as mulheres gestantes. A arruda é totalmente contraindicada para mulheres grávidas, em período de amamentação e para as crianças. A arruda está intimamente relacionada com o aborto, e na verdade pode ser utilizada para este fim, já que o que a planta faz é provocar contrações no útero e aumentar o fluxo natural de sangue. Se não é um caso de aborto, pode igualmente causar graves consequências para a futura mãe ou inclusive para o bebê.

Na verdade, em algumas ocasiões é usada para regular os ciclos menstruais e assim fazer com que a menstruação desça, naquelas mulheres cujo atraso não se deve a uma possível gravidez, mas ao estresse, a alimentação ou os próprios desequilíbrios hormonais que às vezes podem se apresentar no nosso corpo.

Com isto em mente, tampouco pode ser ingerida por mulheres que estão amamentando ou para controlar as condições das crianças, devido ao fato de que é preciso ter especial cuidado com as quantidades, como já dissemos, podem chegar a ser muito tóxicas.

Outra das consequências da arruda pode ser, como indicamos, o aparecimento de irritações estomacais, assim como possíveis danos aos rins, fígado e pode causar espasmos. A arruda também pode afetar os nossos ciclos de sono, resultando em uma dificuldade para conciliar o sono ou a falta de descanso. Acredita-se que a arruda também pode afetar a irritabilidade, colocando-nos de mau humor como efeito colateral.

É preciso levar em conta que, além destas contraindicações da arruda, se estivermos tomando medicamentos que, como efeito colateral, podem aumentar a fotossensibilidade, ao ingeri-los junto com a arruda, esta consequência será aumentada. Ou seja, amplificaria os efeitos deste tipo de medicamentos, o que pode ser muito perigoso.