A valeriana é uma das plantas medicinais mais conhecidas em todo o mundo. Tem muitas propriedades, mas possivelmente pela qual é mais conhecida é por ser um calmante natural. Em Saúde Dicas queremos explicar agora mais benefícios da valeriana para a saúde e outras coisas que certamente irá descobrir.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O Que É a Valeriana e Suas Propriedades:

A valeriana ou Valeriana officinalis é talvez o tranquilizante natural mais conhecido em todo o mundo. Certamente que em mais de uma ocasião é tomada para situações de estresse ou de nervos, e também quando se tem transtornos do sono ou insônia.

Leia também: "Valeriana: Contra a Ansiedade e os Nervos Use Valeriana".

Valeriana: Propriedades e Benefícios Para a Saúde

Entre os componentes mais importantes da valeriana está um óleo essencial que se combina com outros ácidos orgânicos, como ácido isovalerato bornilo ou esterbornil valérico (Fonte Ouer, 1982; De Rawton, 1929). Este componente é o que lhe dá o odor característico da raiz e o que faz que tenha essa propriedade relaxante que a torna tão recomendada.

Sua origem se encontra na Europa e algumas áreas da Ásia, sendo atualmente uma planta muito cultivada na América do Norte, em zonas úmidas. Também é cultivada em países latino-americanos como Colômbia, as regiões andinas do Chile e da Argentina.

Propriedades da Valeriana:

Como já dissemos, a principal propriedade da valeriana é que é um bom agente sedativo, já que pode relaxar o sistema nervoso e o cérebro, mas não se esgota nem enfraquece aqueles que a consomem. É por isso que muitos médicos a recomendam para pessoas com distúrbio do sono.

Em situações de estresse ou ansiedade é também aconselhável tomar valeriana, assim como para nos acalmarmos quando temos reações histéricas ou enxaquecas.

Além disso, alivia dores de cabeça e também é boa quando temos dor de estômago ou hipocondria, assim como para situações de tristeza e angústia.

Também é recomendada para estabilizar o ritmo cardíaco, de modo que pode ser boa para as pessoas com arritmias.

Usos Medicinais da Valeriana:

Junto com as propriedades que já observamos graças a ser um bom sedativo, a valeriana tem também vários usos medicinais que listamos abaixo:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

  • Depressão
  • Transtorno de déficit de atenção
  • Hiperatividade
  • Ansiedade
  • Menopausa
  • Síndrome da fadiga crônica
  • Tremores leves

É também uma planta anti-inflamatória, de modo que também pode ser usada para tratar estas doenças mais específicas:

A valeriana também é recomendada para aquelas pessoas que deixam de fumar ou estão sendo tratadas para alcoolismo, já que ajuda a aliviar a ansiedade ao deixar estes hábitos e não apenas isso, mas também produz um sabor muito desagradável quando a misturamos com tabaco.

Como Tomar a Valeriana:

A maneira mais comum de tomar a valeriana costuma ser em cápsulas ou infusão, mas encontramos outras formas de tomá-la.

As cápsulas costumam ser tomadas em doses entre duas a seis cápsulas por dia, e se são para dormir você deve tomá-la, pelo menos, meia hora antes de ir deitar. Se você tomar infusões deve fazê-lo com água quente e beber entre duas a três xícaras por dia.

Outra maneira de tomar é como extrato seco e fluído. No primeiro caso, temos que tomar entre um a dois gramas por dia divididos em duas ou três doses. Para o segundo, devem-se tomar algumas gotas (2 e 8), distribuídas por três doses.

O óleo essencial é outro dos métodos de tomar valeriana. Com um par de gotas, em duas ou três doses diárias, podemos conseguir o efeito desejado.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Efeitos Colaterais e Contraindicações da Valeriana:

Apesar de suas propriedades e benefícios para a saúde, a valeriana também tem várias contraindicações, por isso não é aconselhável, por exemplo, misturá-la com álcool e tampouco que seja tomada quando estiver grávida.

Se misturada com álcool seu efeito sedativo pode ser intensificado e gerar sonolência, além do que tampouco devemos misturá-la com outros medicamentos sedativos, nem com outras plantas semelhantes, como erva catnip, lúpulo, melatonina ou sálvia.

Não podem tomar as crianças menores de 3 anos e se é em uso externo, não podemos aplicar em crianças com menos de dez anos, e tampouco para pessoas que tenham alergias respiratórias.

Pode aumentar também os efeitos colaterais de alguns medicamentos, por isso, se você estiver tomando medicação deve consultar previamente o seu médico.

Tampouco pode ser tomada por mais de dez dias consecutivos, uma vez que pode nos levar ao vício, e é aconselhável deixar um período de descanso entre as doses de, aproximadamente, 15 a 20 dias.