Como Preparar Vinagres Medicinais

Na Antiguidade, se aprendia muito cedo a combinar vinagre com plantas benéficas para conseguir o máximo valor medicinal. Os vinagres de ervas veem sendo utilizados há milhares de anos, no entanto, é agora que a comunidade científica começa a compreender as virtudes das ervas curativas.

Para elaborá-los, basta pegar cerca de 200 gramas da erva em questão por cada litro de vinagre de cidra e deixar macerar durante pelo menos um mês. A seguir indicamos alguns vinagres de ervas considerados saudáveis e antissépticos.

Plantas Utilizadas para a Elaboração de Vinagreis Medicinais

O dente de leão adiciona sua suave natureza laxante às qualidades antissépticas inerentes ao vinagre. Possui também um efeito anti-inflamatório sobre os intestinos. Trata-se de um remédio antigo para doenças do pâncreas e do fígado, que mitiga a icterícia e a cirrose. É também diurético e, como tal, é considerado útil na redução da pressão arterial. (O dente de leão é rico em potássio, por isso é melhor do que outros diuréticos que eliminam esse elemento do organismo).

Como Preparar Vinagres Medicinais

A mirra possui, de acordo com a tradição, um especial valor para conservar uma boca saudável. Enxágue a boca com este vinagre para acelerar a cicatrização de feridas ou aftas na boca e acalmar as gengivas vermelhas e inflamadas. Também perfuma o hálito, combatendo a halitose. Os antigos o usavam como remédio para tratar a congestão peitoral.

O vinagre de sálvia não apenas fornece um delicado sabor a alguns alimentos, mas também os torna mais macios. Se for adicionado a sopas e molhos, atua como tranquilizante para os nervos alterados. É excelente como remédio em caso de diabetes, problemas hormonais, esgotamento, depressão, dor de estômago, transpiração intensa ou ondas de calor na menopausa.

Leia também: "O Vinagre E Suas Muitas Utilidades".

Como todas as mentas, a hortelã assenta e acalma o sistema digestivo. Algumas colheres de chá de vinagre de hortelã em um copo de água mitigam as cólicas no estômago, a diarreia e os gases. Se for adicionada uma colher de chá de mel ao remédio, a indigestão é muito bem combatida. Misture este vinagre com outros para intensificar seu sabor e eficácia.

O alecrim, a erva da lembrança, combina bem com os saudáveis aminoácidos do vinagre de cidra para tratar os problemas da cabeça. Reforça as funções da mente, especialmente a memória, alivia as dores de cabeça por tensão e contribui para dissipar a vertigem. Também é recomendado contra os problemas hepáticos, o cansaço, a depressão, a retenção de líquidos ou edemas, especialmente nas pernas e os problemas digestivos.

O eucaliptol, tão eficaz contra a tosse, provém do eucalipto. Tomar os vapores de vinagre desta folha aromática ajuda a limpar a cabeça e um sistema respiratório congestionado.

O vinagre de absinto é bastante amargo. É usado principalmente como remédio externo: como repelente de pulgas e outros insetos, ou aplicado no curativo de feridas. Contra os insetos, deve ser pulverizado abundantemente nas áreas infectadas dos quartos.

A arruda costumava ser usada como antídoto de cogumelos e fungos venenosos, assim como para as picadas de cobras, aranhas e vespas. O amargo vinagre de arruda servia antigamente, pulverizado em todos os lugares, para se livrar de feitiços e prevenir doenças contagiosas.

A lavanda forma com o vinagre um composto aromático que resulta um útil remédio para combater a ansiedade. Seu misterioso aroma tem sido associado desde tempos atrás para o alívio da dor de cabeça e acalmar os nervos tensos.

O vinagre de tomilho é muito adequado para temperar alguns pratos, pois aromatiza e amacia os alimentos. É um bom fungicida se for aplicado externamente.

A menta é uma das mais suaves. Um pouco de menta verde em vinagre dissolvido em um copo de água acalma o estômago e o sistema digestivo e alivia o desconforto dos gases. Também dá um toque saboroso ao chá gelado.

O vinagre de cravo é especialmente eficaz para reduzir os vômitos. Seu uso remonta há dois mil anos atrás na China, onde era considerado um afrodisíaco.

Quando os vinagres de ervas são utilizados para fins medicinais, a dose habitual é de uma a três colheres de chá diluídas em um grande copo de água. Também podem ser usados em pratos de verduras e em saladas. Os vinagres muito fortes e os muito amargos devem ser usados com prudência e apenas externamente.

Leia também: "Vinagre Com Mel Para Emagrecer, Como Usar".

Receitas para Preparar Vinagres Medicinais

Receita Para Elaborar o Famoso "Vinagre dos Quatro ladrões"

A história deste vinagre se limita à lenda. Contam que, no ano de 1.300, enquanto uma epidemia de peste dizimava a população da região francesa de Marselha, quatro ladrões se aproveitaram da ocasião para saquear impunemente as casas e as lojas das cidades afetadas. Esses oportunistas reincidiam em suas transgressões, o que demonstrava que, apesar de frequentar as casas dos infectados pela praga, não contraíam a mesma.

O mistério da sua imunidade despertou a curiosidade dos vizinhos durante meses até que, por fim, o seu segredo foi revelado: os ladrões engenhosos preparavam antes dos seus ataques uma mistura com propriedades milagrosas com a qual enxaguavam a boca e lavavam as mãos. Esta é a fórmula para este excelente desinfetante:

  • 40 gramas de absinto
  • 40 gramas de hortelã-pimenta
  • 40 gramas de alecrim
  • 40 gramas de arruda
  • 40 gramas de sálvia
  • 40 gramas de lavanda
  • 30 gramas de noz moscada
  • 30 gramas de acro
  • 30 gramas de canela
  • 30 gramas de alho
  • 30 gramas de cravo
  • 250 gramas de vinagre de cidra

Preparação: Misture todos os ingredientes e deixe-os macerar no vinagre durante, pelo menos, dez dias (mais, se possível) e depois filtre. Separadamente, dissolva 10 gramas de cânfora em ácido acético cristalizável e adicione-o algumas horas antes de filtrar. Conserve o líquido filtrado em garrafas hermeticamente fechadas.

Propriedades: É um excelente antisséptico para dor de garganta, amigdalite, gripe, resfriado, tosse, peste e qualquer doença contagiosa. Resulta um eficaz remédio tomado em qualquer uma das seguintes formas: tome uma colher de chá (de café) de vinagre em jejum, faça gargarejos com água fervida salgada e com vinagre, inale-o, despeje-o sobre as brasas ou sobre uma placa de ferro quente para purificar o ar ou aplique-o em forma de uma compressa umedecida com água salgada quente sobre os tumores e inflamações. Também serve para limpar as mãos depois de tocar algo infectado e para higienizar as feridas.

Uso em Forma de Gargarejos

1. Coloque para ferver uma tigela de água e adicione uma colher de sopa de sal.
2. Retire do fogo, despeje em uma xícara e adicione cinco colheres de sopa deste vinagre.
3. Mastigue antes de começar os gargarejos uma pequena raiz de galanga.

Esta preparação para gargarejos extrai uma extraordinária quantidade de pituita; se você repetir o tratamento por dois dias, irá curar radicalmente a gripe e todas as doenças catarreicas.

Vinagre de Dez Aromas

Este delicioso vinagre, excelente para a saúde, pode ser usado para temperar a salada ou para tomar diluído em água.

Ingredientes

  • 15 gramas de alho picado
  • 10 gramas de cebola picada
  • 30 gramas de absinto
  • 15 gramas de alecrim
  • 15 gramas de arruda
  • 15 gramas de sálvia
  • 15 gramas de lavanda
  • 8 gramas de canela
  • 3 gramas de noz moscada
  • 1 litro de vinagre de cidra

Preparação: Deixe em infusão todos os ingredientes por cerca de três semanas. Filtre e utilize em pequenas quantidades para temperar as saladas, juntamente com o vinagre normal.

Vinagre de Casca de Sabugueiro

Ingredientes

  • 200 gramas da segunda casca de sabugueiro
  • 1 litro de vinagre de cidra

Preparação: Misture os ingredientes. Deixe macerar durante uma semana e filtre.

Propriedades: Tome uma colher de chá deste vinagre diluído em um copo de água, três vezes ao dia, em caso de gota, artrite, retenção de líquidos ou cistite.

Vinagre de Bagas de Sabugueiro

Ingredientes

  • 1 litro de suco de sabugueiro
  • 1 litro de vinagre de cidra

Preparação: Misture tudo. Não precisa de repouso.

Propriedades: Tome uma colher de sopa diluída em um copo de água, três vezes ao dia, em caso de neuralgia, ciática, bronquite ou tosse persistente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto