Controlar a raiva de forma construtiva é uma proeza nada desprezível. Quando as emoções são liberadas, o sentimento de raiva se torna mais intenso.

Existem situações que desencadeiam a raiva, por exemplo: ser acusado de algo que não é sua culpa, ou ser objeto de uma mentira. Isso origina a atitude lutar ou combater, ou seja, uma complexa reação diante do estresse cardíaco e outras funções fisiológicas. Quando o arrebatamento nos invade, nossos organismos se preparam para definir as coisas com os punhos, ou para correr e assim salvar vidas.

Na maioria das vezes, esse sentimento é um sinal de que algo deve ser modificado. Não é uma emoção negativa o importante é saber controlá-la. Existem vários remédios e recomendações que ajudam as pessoas a conseguir gerir melhor a sua hostilidade e que, a seguir, detalhamos:

Remédios caseiros para controlar a raiva, ira ou hostilidade:

  • Esfregue um pouco de óleo de coco sobre o couro cabeludo e nas plantas dos pés. Este remédio pode ser realizado todas as noites. Assegure-se de calçar algumas meias velhas e colocar um gorro ou uma toalha sobre o travesseiro para evitar que o óleo manche. De acordo com a medicina aiurvédica este remédio ajuda a regular o pita que pode desencadear a raiva.
    Remédios Caseiros Para Controlar a Raiva, Ira ou Hostilidade
  • Coloque uma gota de óleo essencial de sândalo na área do “terceiro olho”, entre as sobrancelhas, assim como na garganta, no esterno, no umbigo, nas têmporas e nos pulsos. Uma pequena quantidade de óleo é suficiente. Este é outro remédio eficaz para ajudar a equilibrar as emoções.
  • Misture partes iguais, camomila, manjericão sagrado e pó pétalas de rosa e extraia ½ colher de chá desta mistura em uma xícara de água quente, deixe esfriar e beba 3 vezes dia, depois de cada refeição.
  • Despeje ½ colher de chá de camomila e 1 colher de chá de folhas de coentro frescas e finamente picadas em 1 xícara de água quente deixando as ervas repousarem por cerca de 10 minutos. Deixe esfriar e tome.
  • Coloque em um copo de suco de uvas ½ colher de chá de cominho, ½ colher de chá de erva-doce e ½ colher de chá de sândalo em pó. Esta bebida refrescante ajudará a aplacar os sentimentos de raiva de acordo com a medicina aiurvédica.
  • Inspire profundamente pela boca levando o ar até o ventre; conte a respiração durante alguns segundos; expire pelo nariz. Faça uma dúzia de repetições.
  • Praticar posturas de yoga. Entre as asanas de yoga apropriadas estão às posturas do Camelo, Cobra, Vaca, Barco, Cabra e Ponte. Evite a postura sobre a cabeça e demais posturas invertidas, como Arado e Vela.

Recomendações:

  • Não fazer nada em primeiro lugar. Se você acha que não é tão eficaz para desviar a irritação como queria, pare no exato momento em que sente que acelera o pulso, e não faça nada até que tenha tido tempo para pensar. Aguardar um momento não é o mesmo que engolir sua raiva. Ou seja, parar e pensar e, em seguida, abordar a questão.
  • Aceitar que está furioso. Não se segure, se fizer isso será preenchido com ressentimentos. Tampouco exploda, porque isso geralmente aumenta a tensão e conduz a mais raiva. A abordagem ideal é manifestar o seu sentimento de raiva com um raciocínio tal que conduza a uma mudança, em vez de segurá-la ou explodir. Existem estudos sobre pessoas que normalmente suprimem ou deixam de desabafar sua raiva, estas têm mais probabilidades de sofrer de doença cardíaca, dores e desconfortos crônicos, redução da imunidade e outras condições de saúde.
  • Deixar a cena, mental ou fisicamente. Se você ouvir seus companheiros falando mal de você na cafeteria, vá ao banheiro ou ao estacionamento por alguns minutos. Quando seu chefe te criticar em meio a uma reunião – onde você não pode se levantar e se retirar – imagine-se abandonando a sala para ir a um lugar mais tranquilo.
  • Coloque a situação em perspectiva. Pergunte a si mesmo o que exatamente te enfureceu. Analise a intenção das outras pessoas, os fatores que podem ter influenciado o seu estado de espírito e como você contribuiu para que se desse essa situação (se o fez). Tudo isso diminuirá a sua raiva. Por exemplo, imagine que você vai pela rua dirigindo e de repente te fecha um carro, antes de se enfurecer, pense que a pessoa está com pressa para chegar a casa para cuidar de um filho doente, ou talvez, você estivesse indo muito lento.
  • Diga o que você pensa. Depois de tomar algum tempo para classificar os eventos em perspectiva, diga o que pensa. Expresse-se calmamente, escolha suas palavras cuidadosamente. Evite afirmações como: “Eu fiquei enfurecido”. Este tipo de comentário acusador faz com que a outra pessoa se coloque na defensiva e, assim, dificulta ainda mais a possibilidade de resolver o problema.
  • Raciocínio para si mesmo. Em determinadas ocasiões, você não pode expressar para a outra pessoa, objeto da sua raiva, que está irritado com ela, não pode dizer ao seu chefe temperamental que acaba de evidenciá-la e em público.

    Então, como superar o sentimento de raiva contra o seu chefe? Quando este o xinga injustamente, isso pode ajudar a perceber que ele, não você, está errado. Possivelmente você cometeu um erro, mas isso não é motivo para que ele descarregue sua raiva em você. Seu chefe deveria informá-lo educadamente.

  • Fazer exercício. Como as situações que nos enfurecem geram uma poderosa reação física, o fato de sair e movimentar os seus músculos, fazer exercício intenso, será de grande ajuda para fazer desaparecer o seu sentimento de raiva. Um grupo de pesquisadores de duas universidades da Califórnia perguntou para 308 mulheres e homens o que faziam para melhorar seu mau humor e a resposta mais frequente foi: “Exercício”.
  • Leia também: “Aprenda a Relaxar“.

  • Meditar. Existe um antigo método de meditação que nos convida a observar como vão e vem as nossas emoções, sem nomeá-las nem sequer tentar fazê-lo. À medida que vão aflorando os sentimentos, respire fundo e exale as emoções.