O coração é uma bomba muscular que dirige a circulação sanguínea e é considerado um dos órgãos mais vitais do nosso organismo.

No entanto, poucas vezes o coração é cuidado e apenas quando ocorrem transtornos como a taquicardia é quando se percebe sua verdadeira importância.  A taquicardia comum, também chamada taquicardia auricular por paroxismo, é uma alteração do ritmo normal do coração, o qual passa de 72 batimentos por minuto (em um adulto em repouso) para 120-180-200 em questão de segundos.

Existem dois tipos de arritmias: a taquicardia, na qual o ritmo cardíaco é muito alto (supera as 100 batidas) e a bradicardia, na qual é muito baixo (é inferior a 60 batimentos). Como resultado, o corpo não recebe suficiente oxigênio e nutrientes para funcionar adequadamente.

As Causas da Taquicardia são:

  • Problema congênito.
  • Doenças das artérias ou do coração.
  • Estado de ansiedade ou estresse.
  • Tabagismo.
  • Falta de atividade física.
  • Abuso de estimulantes, como café, tabaco ou álcool.
  • Emoção momentânea.
  • Esforço.
  • Febre.

Sintomas mais Comuns da Taquicardia são:

  • Palpitações. Falta de ar.
  • Tonturas.
  • Cansaço.
  • Dor no peito.
  • Náuseas acompanhadas por ataques de pânico.
    Remédios Caseiros Para Taquicardia ou Arritmia
  • Fraqueza.
  • Suor.
  • Desmaio.

Para evitar que esta doença é possível usar os seguintes remédios caseiros e naturais.

Remédios Caseiros Para Taquicardia:

  • Prepare uma infusão com uma colher de chá de flores secas ou frescas de espinheiro em uma xícara de água que deve ferver por 10 minutos. Tome duas vezes ao dia. Esta infusão ajuda a regular os batimentos cardíacos, aumenta o poder do músculo cardíaco e diminui a pressão arterial.
  • Elabore uma infusão com uma colher de chá de valeriana seca em uma xícara de água que deve ferver por 10 minutos. A valeriana acalma não apenas tranquiliza a pessoa, mas também ajuda a regular o ritmo cardíaco. Tome uma xícara de preferência à noite.
  • Faça um chá com flores secas de madressilva em uma xícara de água que deve ferver durante 10 minutos. Tome duas vezes ao dia. É altamente recomendável para os casos de taquicardia.
  • Coloque um punhado de folhas secas de erva-cidreira em uma panela de água que está fervendo. Deixe repousar e tome. Repita, pelo menos, duas vezes por dia.
  • Coloque 3 ramos de hortelã em uma xícara de água que está fervendo. Cubra e deixe esfriar. Tome uma xícara por dia.
  • Despeje várias folhas de alface em um quarto de litro de água que está fervendo. Tampe, coe e beba 3 xícaras por dia.
  • Tome água destilada de flores de tangerina, já que tem propriedades antiespasmódicas.
  • Despeje 1 colher de chá de pó de sementes de aipo em uma xícara de água que está fervendo. Cubra e deixe esfriar. Tome uma xícara por dia desta infusão.
  • Macere 1 parte de visco em 5 de álcool 90%. Guarde na geladeira em um frasco com fecho hermético. Aplique sobre o peito mediante um pano molhado com esta preparação.
  • Ferva por 10 minutos 1 litro de água que contenha 2 colheres de sopa de erva-dos-carpinteiros, tojo e arruda. Passado esse tempo, tampe e deixe esfriar. Filtre e beba uma xícara depois do almoço e do jantar.
  • Misture partes iguais de lavanda, passiflora e alecrim e extraia 1 colher de sopa. Despeje em uma xícara de água que está fervendo. Tome 3 xícaras por dia, com mel de flor de laranjeira. Este remédio resulta ideal em caso de taquicardia causada por fortes emoções.
  • Misture partes iguais, lavanda, valeriana, melissa e espinheiro branco e extraia 1 colher de sopa. Prepare um chá em forma de decocção. Tome 2 xícaras por dia.
  • Misture erva-cidreira (folhas), 10 gramas; tila, 15 gramas; valeriana (raiz pulverizada ou triturada) 10 gramas; erva-doce, 10 gramas; erva de São João, 10 gramas; extraia 1 colher de sopa dessas plantas e despeje em uma xícara de água que está fervendo. Beba uma xícara ao apresentar as palpitações e outra depois de duas horas. A dose pode ser repetida em dias sucessivos.

Leia também: “Taquicardia: O que é, Sintomas e Tratamentos para Taquicardia“.

  • Despeje 1 colher de chá de orégano em uma xícara de água que está fervendo. Cubra e deixe esfriar. Coe e beba três ou quatro xícaras por dia, convenientemente espaçadas.
  • Com as flores (colhidas antes da abertura) ou com as folhas de laranja doce ou laranja amarga faça uma infusão, na razão de 10 a 20 gramas por litro de água fervendo. Este remédio não apenas ajuda a taquicardia causada por um estado de estresse, mas também alivia dores de cabeça e acalma outras condições nervosas.
  • Ferva durante 10 minutos 20 gramas de inflorescências de tília em 1 litro de água. Tomar 1 xícara antes de dormir.
  • Aplique amplas compressas frias de água argilosa que cubram desde a boca do estômago até o coração e também sobre a nuca, durante meia hora. Passado esse tempo, aplique um espesso emplastro nos mesmos lugares e deixe durante uma hora. Após a remoção, dê uma suave e leve massagem na área do coração, no sentido dos ponteiros do relógio, com algumas gotas (4-5) de óleo essencial de manjericão diluído em óleo de amêndoa doce. Esta última operação consiste em colocar na palma da mão uma pequena quantidade de óleo de amêndoa e adicionar o óleo essencial, mexendo a mistura com os dedos, e aplicando a massagem.
  • Realize um remédio preventivo proveniente da hidroterapia que consiste em aplicar um jato de água fria sobre o rosto e os olhos por aproximadamente 10 segundos várias vezes ao dia. Se a pessoa apresenta taquicardia, você pode molhar os braços com água fria.

Recomendações: Descansar. As pessoas que trabalham sob pressão apresentam uma maior disposição de sofrer taquicardia auricular por paroxismo. Isso ocorre porque o estresse provoca uma ruptura da condução autônoma do coração, uma perda de ritmo. É importante descansar e aprender a visualizar os assuntos tanto pessoais como profissionais com serenidade, tranquilidade e calma.

Evitar o consumo café, bebidas de cola, chá, chocolate, pílulas dietéticas e estimulantes de qualquer tipo. É importante que as pessoas que sofrem de taquicardia reduzam e até eliminem o uso de estimulantes.

Fazer exercício. Quando se realiza exercícios se eleva a frequência cardíaca e o coração tende a restaurar um nível inferior. O exercício, também, oferece uma liberação saudável para o excesso de adrenalina produto de sentimentos hostis ou agressivos que se acumularam em diferentes situações que se apresentam. Desse modo, o coração sofre menos.

Ajustar seu plano de refeições ao seu metabolismo. As pessoas com metabolismo rápido devem comer mais alimentos ricos em proteínas, já que demoram mais para serem digeridos e ajudam a impedir a queda de açúcar no sangue. Quando o açúcar está baixo, se desencadeia o processo de adrenalina, que pode resultar em um aumento na frequência cardíaca.

Comer alimentos com magnésio e potássio. Quanto ao magnésio, este mineral cria contração e relaxamento rítmico e faz com que o coração tenha menos possibilidades de chegar a se irritar. Alimentos com magnésio são, por exemplo, brotos de soja, nozes, feijão ou legumes e farelo. Em relação ao potássio, este é outro mineral que ajuda a reduzir a atividade cardíaca e a irritabilidade das fibras musculares. Pode ser encontrado em frutas e vegetais.

Diante do aparecimento dos sintomas, recomenda-se uma visita a um especialista para um diagnóstico correto. Os remédios caseiros e naturais complementam o tratamento médico.