Acretismo Placentário Causado Por Cesariana

O acretismo placentário refere-se à inserção anormal da placenta no útero, o que gera como consequência que os vasos placentários penetrem no miométrio (camada muscular do útero).

O acretismo placentário é uma das principais causas de hemorragia obstétrica no terceiro trimestre, e mantém uma estreita relação com a placenta prévia, que é justamente a inserção da mesma na parte inferior do útero.

Existem vários tipos de acretismo:

Placenta acreta: neste caso, as vilosidades coriônicas da placenta são inseridas na parte interior do miométrio.

Acretismo Placentário Causado por Cesariana

Placenta increta: a placenta se adere a todo o miométrio.

Placenta percreta: é quando a placenta ultrapassa a camada externa do útero (serosa) e chega aos demais órgãos próximos.

Fatores de risco do acretismo placentário:

A principal causa do acretismo placentário são as cesarianas, quanto mais intervenções tiver tido uma mulher, maior o risco de desenvolver esta doença.

Mas outros fatores também são influentes:

  • Cirurgia uterina anterior.
  • Ter mais de 35 anos.
  • Multiparidade.
  • A remoção manual da placenta.
  • A infecção no útero.

Complicações do acretismo placentário:

  • Sangramento interno.
  • Risco de ferimentos em órgãos internos.
  • Síndrome do distress respiratório do adulto.
  • Politransfusões.
  • Morte materna.
  • Internação em terapia intensiva.

Diagnóstico do acretismo placentário:

Para determinar se uma mulher sofre desta doença é realizado um ultrassom transvaginal com Doppler, e em casos que seja necessário, é complementado por uma ressonância magnética.

Tratamento do acretismo placentário:

Uma vez que o diagnóstico pré-natal foi positivo é necessária à intervenção cirúrgica em um centro de alta complexidade, já que se trata de um problema que coloca em risco a vida da mãe.

A intervenção na maioria dos casos consiste em uma histerectomia pós-parto, a extração da cavidade uterina por completo. Mas alguns especialistas optam por diferentes opções de tratamento conservador, que, obviamente, devem ser avaliadas dependendo do caso em particular.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto