Muitas jovens têm medo da primeira visita ao ginecologista. É normal sentir-se nervosa ou ter incertezas, pois significa aceitar que o seu corpo mudou e que você deu o passo de menina para mulher. Para sua tranquilidade antes de ir à sua primeira consulta, em Saúde Dicas, te contamos do que se trata e como se preparar para a primeira consulta ao ginecologista.

Passar de menina para mulher significa que o seu corpo já pode se reproduzir. Ou seja, agora você já pode ser mamãe! Cada um dos seus órgãos reprodutivos – vagina, ovários, útero, trompas de Falópio, e hormônios – está cumprindo o seu papel para que você ovule mês a mês e, assim, chegue a menstruação ou engravide.

Como acontece com qualquer outra parte do corpo, o seu sistema reprodutivo pode passar por mudanças normais ou contrair doenças inesperadas. Por isso, assim como você vai ao dentista para cuidar dos seus dentes, é necessário visitar um ginecologista para verificar os seus órgãos femininos e te ajudar a mantê-los saudáveis.

Leia também: “Dicas Antes de Ir ao Ginecologista“.

Quando Você Deve Começar Suas Consultas ao Ginecologista?

A primeira consulta com o ginecologista deveria ser entre 13 e 15 anos. Algumas mulheres não começam suas avaliações ginecológicas até terem sua primeira relação sexual ou quando têm algum sintoma ou problema, como fluxo vaginal incômodo, ardência vaginal, cólicas menstruais fortes, menstruações irregulares, etc. Você não tem que esperar tanto tempo. Quanto mais cedo você começar, melhor.

Como Se Preparar Para a Sua Primeira Visita ao Ginecologista

O Que Acontecerá em sua Primeira Consulta com o Ginecologista?

É normal que se sentir nervosa, mas você pode ficar tranquila, pois o mais seguro é que seja bastante simples e seu médico ou médica se dedique a conversar com você. Antes de te examinar, você precisa se conhecer (se não se conhece). O médico (a) perguntará sobre o seu histórico médico e seus antecedentes familiares, assim como sobre a sua saúde sexual. Vai te perguntar especificamente se você teve relações sexuais, se usou proteção, se toma contraceptivos, e se teve gravidez ou abortos anteriormente. Muitas mulheres se sentem desconfortáveis ao falar de temas tão pessoais, especialmente se é com um estranho. Mas é necessário que você seja sincera com o seu médico, porque dessa forma ele poderá te ajudar mais.

Em que Consistem os Exames Ginecológicos?

Existem quatro tipos de exames. O que será realizado dependerá do tempo que dura a sua primeira consulta, da sua idade, se é virgem e se tem sintomas ou não.

Se serão realizados, o ginecologista te explicará primeiro em que consistem para que você não fique nervosa. Então, te indicará que vá ao banheiro ou a um lugar para se despir com privacidade e se cobrir com uma roupa especial. É normal que você se sinta desconfortável ao estar nua e expor suas partes íntimas. Mas a roupa servirá para te cobrir e o médico apenas descobrirá as partes que precisa examinar. Além disso, lembre-se que todas as mulheres são examinadas da mesma forma, se isso te ajuda a se sentir mais calma.

  • Exame físico geral: como com qualquer exame, verificará o seu peso, sua altura e sua pressão arterial.
  • Exame de mama: o seu médico apalpará os seus seios com os dedos para identificar se existe alguma protuberância ou secreção anormal.
  • Exame pélvico: este exame não é realizado em todas as mulheres a menos que já tenham tido relações sexuais ou que tenham certos sintomas na vagina ou no abdômen. Para fazê-lo, o ginecologista te pedirá que se deite na maca com os pés apoiados em suportes especiais e as pernas abertas para que possa examinar sua vagina por dentro e por fora. Usando luvas, o ginecologista verificará a vulva (a parte externa da vagina) para descartar sinais de infecção. Em seguida, abrirá sua vagina com um espéculo (um instrumento de metal ou plástico) para ver por dentro com um foco de luz e pegar algumas amostras de células que permitam saber se você tem uma DST (doença sexualmente transmissível). Se for necessário, nesse momento, também realizará o Papanicolaou. E, por último, introduzirá um ou dois dedos de uma mão na vagina com a outra mão pressionará o seu abdômen para sentir o colo do útero, os ovários e o útero, para avaliar o seu tamanho, se existem cistos, etc. Pode ser desconfortável, mas se você estiver relaxada, geralmente não dói.
  • Exame de Papanicolau (PAP): embora seja parte do exame pélvico, o PAP é especificamente uma “raspagem” das células que revestem o colo do útero. O médico utiliza uma escova especial e envia esta amostra ao laboratório para descartar a presença de células cancerígenas.

Leia também: “Exame de Papanicolau ou Citologia Vaginal: O Que É, Para Que Serve e Como se Preparar“.

Como se Preparar Para a primeira Consulta com o Ginecologista?

  • Escolha um médico com o qual você se sinta confortável. Alguns homens podem te inspirar essa confiança, embora você também possa procurar uma mulher, se sentir mais tranquila.
  • Solicite a consulta para um dia no qual você saiba que não terá menstruação.
  • Qual é a razão da sua consulta? Antes de entrar no consultório, esclareça em sua mente o que você quer perguntar sobre sua saúde sexual e reprodutiva. Não há perguntas estúpidas. Se ajudar, faça uma lista com os temas que te preocupam: sua primeira relação sexual, saúde vaginal, contracepção, dor nos seios, período menstrual, suspeita de gravidez, etc.

Como no amor, depois desta primeira consulta as seguintes se tornarão muito mais fáceis. Mas, ao contrário dos casais, a boa notícia é que se você não se sente confortável com o ginecologista que escolheu, pode mudar. É importante que seja alguém que te inspire confiança, porque a partir de agora você deve visitá-lo a cada ano, mesmo que se sinta bem. Se você não remarcar a consulta, não ficará com raiva. Mas, para cuidar da sua saúde, valeu a pena não faltar a consulta!