Contraceptivos Orais: Desvantagens E Efeitos Colaterais

Os contraceptivos orais são compostos por hormônios sintéticos que interferem no ciclo hormonal natural da mulher. Alguns contraceptivos são formulados com progesterona apenas, e outros são combinados com progesterona, em ambos os casos o que conseguem é inibir a maturação e liberação do óvulo.

Outro efeito de tomar a pílula é a alteração do muco cervical e afinamento do endométrio, por estas razões os espermatozoides encontram um ambiente hostil no qual não podem sobreviver e no caso de ocorrer à fecundação do óvulo, o mesmo não pode se aninhar no útero.

Enquanto se trata de um método relativamente seguro e altamente eficaz, como qualquer outro medicamento, possui desvantagens e tem possíveis efeitos colaterais, a saber...

Contraceptivos Orais: Desvantagens e Efeitos Colaterais

Desvantagens dos Contraceptivos Orais

  • Sua ingestão prolongada aumenta as probabilidades de sofrer doenças cardíacas e complicações tromboembólicas, especialmente em mulheres fumantes e com mais de 35 anos de idade.
  • Em alguns casos agrava os episódios de enxaquecas.
  • Não protege contra as doenças sexualmente transmissíveis.
  • Alguns medicamentos, como antibióticos e anticonvulsivantes podem baixar a sua eficácia.
  • Requer adaptação e disciplina do uso diário.
  • Podem gerar retenção de líquidos, sensibilidade das mamas, ganho de peso, celulite e sangramento menstrual quase nulo ou nenhum.
  • Em mulheres com mais de 90 quilos a eficácia diminui.

Efeitos Colaterais dos Contraceptivos Orais

Efeitos colaterais leves:

  • Náuseas.
  • Vômitos.
  • Inchaço.
  • Diarreia.
  • Prisão de ventre.
  • Gengivite.
  • Aumento ou diminuição do apetite.
  • Ganho ou perda de peso.
  • Manchas cutâneas.
  • Aparecimento de pelos em locais incomuns.
  • Sangramento entre os períodos.
  • Alterações no fluxo menstrual.
  • Ausência de menstruação.
  • Inflamação da vagina.
  • Diminuição da libido.

Efeitos Secundários Graves

Estes sintomas são muito pouco prováveis, mas se a pessoa sofrer algum, deve consultar um médico imediatamente.

  • Fortes dores de cabeça.
  • Vômitos.
  • Problemas na fala.
  • Tonturas ou vertigens.
  • Fraqueza ou dormência nos membros inferiores ou superiores.
  • Dor esmagadora no peito ou sensação de peso.
  • Tosse com sangue.
  • Sensação de falta de ar.
  • Dor na panturrilha.
  • Perda de visão, parcial ou total.
  • Visão dupla.
  • Dores de estômago intensas.
  • Olhos esbugalhados.
  • Icterícia.
  • Perda de apetite.
  • Cansaço e fraqueza.
  • Febre.
  • Urina escura.
  • Fezes de cor clara.
  • Inchaço das mãos, pés, tornozelos e panturrilhas.
  • Distúrbios do sono.
  • Depressão e mudanças bruscas no estado de ânimo.
  • Sangramento anormal.
  • Erupções.
  • Sangramento menstrual intenso, que dura mais de uma semana.

Os contraceptivos orais aumentam as probabilidades de desenvolver tumores no fígado, que ao se desprenderem são capazes de causar uma grave hemorragia. Outros possíveis efeitos secundários incluem o câncer de mama ou de fígado, ataques cardíacos, derrames e coágulos sanguíneos.

Recentemente, vários estudos concluíram que os contraceptivos orais com drospirenona têm uma maior propensão para gerar trombose venosa profunda do que aqueles que não possuem essa droga.

Para mais informações, sugerimos a leitura do artigo "Contraceptivos Orais De Estrógeno E Progesterona".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto