A plagiocefalia ou cabeça achatada refere-se a uma forma assimétrica da cabeça do bebê, que apesar de não afetar o desenvolvimento do seu cérebro, se não tratada pode alterar a aparência da criança até que recupere a sua normalidade.

As causas da plagiocefalia:

Os ossos do crânio de um bebê recém-nascido são macios, finos e flexíveis, por isso é que a forma pode variar facilmente.

Os recém-nascidos muitas vezes têm cabeças com formas estranhas, isso se deve à posição que tinham no útero durante a gravidez, ou pela passagem da criança pelo canal vaginal durante o parto. Normalmente, esse problema desaparece sozinho em 6 semanas de idade.

É importante destacar que se a cabeça do bebê não voltou à sua forma normal quando completam os dois meses de idade, é preciso consultar um especialista.

Por outro lado, alguns bebês podem ter uma área achatada na parte traseira ou lateral da cabeça, o que se deve ao fato de que a criança passa muito tempo na mesma posição. Esta anomalia é chamada plagiocefalia deformacional.

Existem diferentes graus de plagiocefalia deformacional, a mais grave se origina pela carência de tônus muscular, o que está fortemente relacionado com o desenvolvimento das habilidades motoras na infância.

Plagiocefalia Cabeça Achatada do Bebê: Causas, Sintomas e Tratamento

Sintomas da plagiocefalia deformacional:

O bebê apresenta uma cabeça com forma desigual, ou com secções comprimidas na parte traseira ou na lateral da cabeça.

Tratamento da plagiocefalia deformacional:

Atualmente, existem vários níveis de tratamento, e a implementação de cada um deles depende da extensão da plagiocefalia e da resposta que tem aos métodos simples de correção.

Comumente os bebês não requerem nenhum tratamento, já que a condição melhora por si só quando a criança cresce e começa a se sentar. Em outros casos, a plagiocefalia deformacional melhora na idade de começar a escola primária.

Em casos raros, o bebê precisará de um tratamento específico desenvolvido por um cirurgião plástico.

Primeiro se tomam as medidas de contra-posicionamento, que são baseadas em evitar que o bebê repouse em superfícies planas.

Prevenção para plagiocefalia deformacional:

Felizmente, é possível evitar que o bebê desenvolva plagiocefalia deformacional. Simplesmente é preciso ir alternando a posição na qual descansa a cabeça do bebê quando este dorme.