O termo aborto involuntário refere-se à perda de um bebê durante as primeiras 20 semanas de gravidez. A maioria destes abortos ocorre nas primeiras etapas da gravidez, especialmente durante o primeiro trimestre.

Existem diferentes tipos de abortos involuntários, e entender cada um deles ajuda muito às mulheres, para que possam saber o que está acontecendo com o seu corpo.

Antes de tudo, é importante entender que, durante o primeiro trimestre aproximadamente 1 em cada 5 gestações terminam em aborto involuntário, e a maioria das mulheres que passaram por essa experiência terão uma gravidez bem sucedida no futuro.

Tipos de aborto involuntário:

Ameaçado. Um aborto involuntário ameaçado é quando o corpo da mulher mostra sinais de perdas. Pode haver um pouco de sangramento vaginal ou dor abdominal inferior durante um período de tempo variável, às vezes dias ou semanas.

Esta ameaça pode levar a um aborto, bem como parar e a gravidez seguir o seu curso normal.

A única coisa que você pode fazer para evitar a perda do bebê é o repouso.

Inevitável. O aborto involuntário inevitável pode acontecer depois de um aborto involuntário ameaçado, como também sem aviso prévio. Normalmente, se produz uma grande quantidade de sangramento vaginal e fortes cólicas no abdômen inferior. Durante o aborto involuntário o colo do útero se abre e o feto é perdido juntamente com o sangramento.

Tipos de Aborto Involuntário

Completo. Um aborto involuntário é chamado completo quando todo o tecido da gravidez se desprende do útero. O sangramento vaginal pode continuar durante vários dias após o aborto, acompanhado de dores e câimbras, sendo muito semelhante a uma forte dor menstrual. É importante que o médico determine se todo o tecido foi desprendido e não restou nenhum vestígio.

Incompleto. Um aborto involuntário é incompleto quando parte do tecido da gravidez permanece no útero. O sangramento vaginal e as cólicas abdominais podem continuar porque o útero continua tentando se esvaziar.

Nestes casos, o médico deve proceder à dilatação do colo do útero e curetagem do mesmo, para poder eliminar qualquer tecido remanescente.
Para mais informações sobre os nove meses de gestação e os cuidados de saúde, recomendamos a leitura do nosso artigo: “Conheça quais são os Cuidados Necessários com o seu Corpo Durante os Nove Meses de Gravidez“.