A histerossalpingografia ou HSG é um teste de diagnóstico que permite visualizar mediante radiografias o útero e as trompas de Falópio após introduzir, via vagina na cavidade uterina, um contraste radiológico.

Utilidade da Histerossalpingografia:

A histerossalpingografia é um teste que permite detectar:

  • Malformações da cavidade uterina.
  • Miomas uterinos (tumores do tecido muscular da parede do útero ou matriz).
  • Aderências uterinas (tecido cicatricial que se forma nas paredes do útero).
  • Presença de tumores.
  • Avaliar a permeabilidade das trompas.
  • Possíveis causas da esterilidade e infertilidade.

Como Funciona a histerossalpingografia:

Costuma ser realizado geralmente nos dias 7-10 do ciclo menstrual (depois de finalizada a menstruação e antes da ovulação).

Normalmente, é realizado um enema de limpeza na noite anterior e/ou duas horas da exploração para eliminar o conteúdo fecal intestinal que pode dificultar a interpretação da histerossalpingografia.

Alguns radiologistas recomendar uma cobertura antibiótica.

Leia também: “Tratamentos Para Miomas Uterinos“.

Contraindicações da Histerossalpingografia:

Não deve ser realizado histerossalpingografia em caso de:

Histerossalpingografia: Para Que Serve e Como Funciona

  • Gravidez.
  • Infecção genital ou urinária.
  • Sangramento vaginal (menstruação, metrorragia, etc.).
  • Alergia ao contraste.

Complicações e Desconfortos da Histerossalpingografia:

É uma técnica que tem poucas complicações entre as quais se destacam:

  • Dor (normalmente tolerável, podem ser administrados antiespasmódico).
  • Sangramento (em geral uma quantia muito pequena).
  • Infecções ou reações alérgicas são muito raras.