O preservativo ou camisinha é um contraceptivo de barreira com forma de manga que pode ser utilizado durante a relação sexual para reduzir a probabilidade de gravidez e a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis.

Muitas dúvidas sobre o preservativo fazem com que os jovens sintam medo e cometam erros. Aqui você pode ler as dúvidas mais frequentes e suas respostas.

Dúvidas Mais Frequentes Sobre os Preservativos

O HIV Pode Atravessar a Membrana de Látex do Preservativo?

Não. Ensaios laboratoriais têm demonstrado que o látex intacto dos preservativos constitui uma barreira eficaz contra o HIV e outros micro-organismos que causam doenças sexualmente transmissíveis (gonorreia, herpes, hepatite B, HPV, clamídia e citomegalovírus).

São Eficazes os Preservativos na Prevenção da Infecção pelo HIV?

Sim. O preservativo é eficaz na prevenção do HIV. No entanto, isto depende de ser usado sempre e corretamente.

Com Que se Deve Lubrificar um Preservativo?

Os preservativos, normalmente, têm uma pequena quantidade de lubrificante. Se você deseja uma lubrificação adicional, apenas deve utilizar lubrificantes solúveis em água (glicerina, gel ou outros de venda livre em farmácias).

Os produto gordurosos (vaselina, óleos, cremes corporais, etc.) destroem o preservativo em muito pouco tempo.

Dúvidas Mais Frequentes Sobre os Preservativos

Os Preservativos se Rompem?

A ruptura dos preservativos é um evento raro e se deve, principalmente, ao uso de lubrificantes oleosos (óleos); exposição à luz solar, calor ou umidade; arranhões com dentes ou unhas ao abrir a embalagem, manipulação inadequada e falta de experiência ao colocá-lo ou quando são utilizados já vencidos.

Se Sente Menos Prazer com o Preservativo?

Não. Isso é totalmente falso, o preservativo não interfere nas relações sexuais.

Pode uma Pessoa Ter Alergia ao Preservativo?

Sim. Especialmente ao látex dos mesmos, mas isso realmente é menos frequente no que se refere a prática, mas se assim for, deve ser usado de borracha que também está disponível no mercado.

Se você tiver alguma outra dúvida compartilhe conosco nos comentários.

Para mais informações sobre o assunto, não deixe de conferir o nosso artigo “Quão Eficazes São os Preservativos Para Evitar Doenças Sexualmente Transmissíveis?“.