Problemas Médicos Que Podem Surgir Durante O Parto

Embora a gravidez e a gestação se desenvolvam sem problemas, a maioria dos partos ocorrem normalmente, mas existem situações que se complicam no momento de dar a luz e a maioria termina em cesariana; entre elas se destacam o não progresso no trabalho de parto, o sofrimento fetal e o prolapso do cordão, assim como o descolamento prematuro da placenta, cordão enrolado, distocia de ombros e embolia.

Em situações de não progresso do parto podem ser provocados padrões anormais nas contrações, na dilatação do colo do útero ou na descida do feto pelo canal do parto; podem influenciar outros fatores, como a desproporção entre a pelve da mãe e a cabeça do bebê ou uma apresentação anormal da criança.

São variadas as razões pelas quais pode se produzir o sofrimento fetal no bebê, tais como a febre materna durante o parto, a compressão da veia cava, cordão curto, infecções, malformações ou anomalias na placenta, entre outros e os fatores que predispõem ao sofrimento fetal durante o parto são: idade materna, hipertensão, diabetes ou infecção materna, primeiro parto, muitos nascimentos anteriores, antecedentes de natimorto, defeitos de nascimento ou prematuridade.

Problemas Médicos que Podem surgir Durante o Parto

30% das crianças nascem com o cordão enrolado e pode ter até quatro voltas; em algumas ocasiões pode ser detectado por ultrassom, embora não represente nenhum risco para o bebê. O prolapso do cordão ocorre quando uma vez que tenha se rompido a bolsa, o cordão umbilical sobressai pelo colo do útero antes da cabeça do bebê e apresenta um grave risco.

Leia também: "O que Fazer se Tenho Problemas para Dilatar?".

O descolamento prematuro da placenta é uma complicação grave que ocorre quando a placenta se separa da parede uterina antes da saída do bebê; este descolamento pode ser parcial ou total, e pode acontecer a qualquer momento durante a gravidez ou no momento do parto.

Entre as complicações pouco frequentes, se destaca a distócia de ombros e é possível ver quando o bebê está posicionado de cabeça para baixo. Ocorre quando a cabeça está voltada para o exterior, mas o ombro do bebê está preso contra o osso da pélvis da mãe e também a embolia, que é letal com uma taxa de mortalidade de 80% dos casos e costuma ocorrer em partos complicados, quando se produz a obstrução pelo líquido amniótico de uma artéria pulmonar da mãe.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto