Saiba Mais Sobre Cistos Nos Seios

Se você escutar a palavra "cisto", automaticamente te gera o medo, então você entra em pânico quando encontra um em seus seios. Não se preocupe, os cistos nos seios são muito frequentes e a maioria é benigna.

Se você tem entre 30 e 50 anos, é muito comum encontrar um ou outro cisto em seus seios. Os cistos são pequenas saliências cheias de líquido que se formam quando as glândulas mamárias ficam bloqueadas.

Alguns são tão pequenos que não é possível vê-los nem senti-los, mas a maioria é descoberta quando você sente um nódulo que pode ser suave ou firme dentro do seu seio, ou quando sobressai. Normalmente, os cistos aumentam de tamanho e podem doer um pouco, alguns dias antes da menstruação, durante a síndrome pré-menstrual (TPM), e este é o momento em que é possível identificá-los mais facilmente. Depois que termina o seu período, os cistos voltam ao seu tamanho normal e já não são tão sensíveis.

Saiba Mais Sobre Cistos nos Seios

É normal que você se assuste ao sentir um nódulo estranho em um de seus seios. Mas geralmente não é motivo de preocupação, já que normalmente os cistos são benignos, e muitos são desfeitos sozinhos ao longo do tempo. Inclusive você pode ficar tranquila, se começar a sentir muitos cistos, ao mesmo tempo; isso é chamado de seios fibrocísticos que é também uma condição bastante comum e normal.

Os cistos raramente precisam de tratamento, a menos que sejam muito grandes e te incomodem ou doam muito. Nestes casos, o médico pode drená-los usando uma agulha muito fina. Se definitivamente um cisto está crescendo mais do que o normal ou provocando muita dor e desconforto, pode ser removido com uma operação, mas isso acontece raramente. E para os sintomas, embora se desconheça o mecanismo exato, pensa-se que diminuir o consumo de cafeína (incluindo chocolate) pode ajudar; também se recomenda limitar a ingestão de sal para reter menos líquido e você pode tentar tomar o óleo de prímula que é vendido sem receita médica e que fornece ácido linoleico.

Os estudos de diagnósticos mais úteis são o exame clínico, o ultrassom e a drenagem com uma agulha muito fina. A citologia (quando se envia o líquido da drenagem para o laboratório). Ocasionalmente a mamografia, quando se está descartando outro problema.

Agora, o fato de que você pode ficar tranquila se o seu médico diz que você tem cistos não significa que você pode esquecê-los completamente. É importante que você examine os seios regularmente para identificar alterações na forma, na consistência e no tamanho dos cistos que já identificados ou se aparecem outros cistos ou nódulos. Como fazer isso? Mediante um autoexame da mama, uma técnica pela qual você apalpa os seus seios para identificar qualquer alteração neles. Algo parecido com a revisão dos seios que faz o seu ginecologista quando o visita para o seu check-up regular.

Os autoexames são muito importantes para identificar a tempo quaisquer alterações incomuns em seus seios. Se você encontrar algo que te preocupa deve informar o seu ginecologista imediatamente para que ele ou ela te examine e determine se é algo normal ou se são necessários mais estudos. Assim, você pode ter tudo sob controle.

A solução está em suas mãos. Aprenda a fazer-se um autoexame da mama e assim já não terá que morrer de medo pelos cistos.

Para mais informações, não deixe de ler também o artigo "Cisto Ovarianos: O que é, Sintomas, Riscos e Tratamentos".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto