Outros nomes:

  • Câncer cervical
  • Câncer do colo uterino
  • O que é Câncer do Colo do Útero

    O câncer cervical é um tipo frequente de câncer nas mulheres, e consiste em uma doença na qual se encontram células cancerosas (malignas) nos tecidos do colo do útero.

    O útero é um órgão oco, em forma de pera invertida, onde se desenvolve o feto. O colo uterino é uma abertura que conecta o útero com a vagina (canal do nascimento).

    O câncer do colo do útero começa crescendo lentamente. Antes que apareçam células cancerosas no colo do útero, os tecidos normais do colo uterino passam por um processo conhecido como displasia, durante o qual começam a aparecer células anormais. Uma citologia com coloração de Papanicolau geralmente encontrará essas células pré-malignas. Posteriormente, as células cancerosas começam a crescer e se espalham com maior profundidade no colo uterino e nas áreas circundantes.

    Testes de Diagnóstico para Câncer do Colo do Útero:

    Já que em geral não existem sintomas associados com o câncer do colo do útero, costumam ser necessários vários testes para diagnosticá-lo:

    Citologia com coloração de Papanicolau. É realizado usando um pedaço de algodão, uma escova ou uma espátula de madeira pequena para raspar suavemente o exterior do colo do útero para recolher células. A paciente pode sentir certa pressão, que será acompanhada em alguns casos de dor.

    Tudo sobre Câncer do Colo do Útero

    Biópsia. Se forem encontradas células anormais, o médico terá que extrair uma amostra do tecido do colo do útero e observará sob um microscópio para determinar a presença de células cancerosas. Para realizar uma biópsia apenas é necessária uma pequena quantidade de tecido e pode ser feita no consultório do médico. Às vezes é necessário extrair uma amostra de biópsia em forma de cone, maior (conização), para a qual talvez seja necessário ir ao hospital.

    O prognóstico (possibilidades de recuperação) e escolha do tratamento dependem do estágio em que se encontra o câncer (se está apenas no colo do útero ou se espalhou para outros locais) e do estado de saúde em geral.

    Leia também: “Exames de Papanicolau Anormal: Tenho Câncer de Colo do Útero?“.

    Estágios do Câncer do Colo do Útero:

    As seguintes etapas são utilizadas na classificação do câncer do colo do útero:

    Estágio 0 ou carcinoma in situ. O carcinoma in situ é um câncer muito precoce. As células anormais se encontram apenas na primeira camada de células que revestem o colo do útero e não invadem os tecidos mais profundos do colo uterino.

    Estágio I. O câncer afeta o colo uterino, mas não se espalha para os arredores.

    I – a: uma quantidade muito pequena de câncer, apenas visível por microscópio, encontra-se já no tecido mais profundo do colo uterino.

    I – b: uma quantidade maior de câncer se encontra no referido tecido.

    Estágio II. O câncer se espalhou para áreas próximas, mas ainda se encontra na área pélvica.

    II – a: o câncer se espalhou para fora do colo do útero para os dois terços superiores da vagina.

    II – b: o câncer se espalhou para o tecido em torno do colo uterino.

    Estágio III. O câncer se espalhou para toda a região pélvica. Pode ter se espalhado para a parte inferior da vagina, ou infiltrado nos ureteres (os tubos que conectam os rins à bexiga).

    Estágio IV. O câncer se espalhou para outras partes do corpo.

    IV – a: propagação para a bexiga ou o reto (órgãos próximos do colo do uterino).

    IV – b: propagação para órgãos distantes como os pulmões.

    Recorrente. Doença recorrente (recidiva) significa que o câncer voltou depois de ter sido tratado. Pode ocorrer no próprio colo do útero ou aparecer em outra localização.