O Que É A Icterícia Em Recém-Nascidos?

A icterícia é o excesso de bilirrubina no sangue e refere-se à cor amarela da pele e a esclera (parte branca dos olhos) nos bebês. A bilirrubina é o que resta da decomposição normal dos glóbulos vermelhos do sangue. É frequente que se apresente em recém-nascidos e suas causas podem variar. Aqui te contamos mais sobre a icterícia e o que você deve fazer se perceber que o seu bebê está ficando amarelo.

A icterícia ocorre quando existe um excesso de bilirrubina no sangue. A bilirrubina é o produto resultante da decomposição natural dos glóbulos vermelhos do sangue. Normalmente, é o fígado que a processa e a elimina em forme de bílis através dos intestinos. Mas, no caso dos recém-nascidos, é possível se acumular no sangue já que seus pequenos fígados ainda não são capazes de decompô-la e eliminá-la rapidamente.

A icterícia neonatal pode se apresentar por qualquer uma das seguintes três razões:

  • Os recém-nascidos renovam mais frequentemente os glóbulos vermelhos e, portanto, secretam mais bilirrubina.
  • Seu fígado é ainda imaturo e não pode eliminar a bilirrubina.
  • Os intestinos dos recém-nascidos absorvem uma grande quantidade de bilirrubina antes de eliminá-la através das fezes.
O Que É a Icterícia em Recém-Nascidos?

Existem diferentes tipos de icterícia neonatal ou do recém-nascido. Algumas delas incluem:

Icterícia fisiológica. É considerada normal, já que a maioria dos bebês recém-nascidos tem uma leve coloração amarelada da pele. Este tipo de icterícia se apresenta entre o segundo e o quarto dia de vida, é inofensiva e desaparece dentro de 2 semanas sem nenhum problema quando se alimenta corretamente o bebê; o bebê a elimina através das fezes.

Icterícia associada ao aleitamento materno. Ocorre quando o bebê recém-nascido é amamentado, mas não recebe suficiente leite devido à dificuldade para sugar corretamente ou se o leite da mãe demora muito para sair. Isto faz com que não seja possível eliminar o excesso de bilirrubina através das fezes. Ocorre durante a primeira semana de vida.

Icterícia do grupo sanguíneo ou Rh. Ocorre quando o bebê tem um tipo de sangue diferente da mãe, o que pode fazer com que a mãe produza anticorpos que destroem os glóbulos vermelhos do sangue do bebê, provocando o acúmulo de bilirrubina no sangue do recém-nascido. Este tipo de icterícia ocorre no início, geralmente durante o primeiro dia de vida e era muito comum no passado, e responsável pela icterícia grave.

No entanto, hoje em dia é possível prevenir injetando na mãe imunoglobulina Rh durante as primeiras 72 horas após o parto para impedir que fabrique anticorpos que prejudiquem o bebê.

Icterícia do bebê prematuro. Como é lógico, o fígado de um bebê prematuro vai demorar muito mais tempo para processar a bilirrubina.

Outras causas da icterícia incluem: hemorragia, sépsis (uma infecção no sangue), outras infecções virais ou bacterianas, uma deficiência de uma enzima, um problema no funcionamento do fígado. Estas icterícias podem ocorrer antes ou depois da icterícia fisiológica.

Quando se suspeita que um bebê recém-nascido tenha icterícia, se tira uma amostra de sangue para determinar a concentração de bilirrubina. Considera-se que tem icterícia se a concentração de bilirrubina aumenta mais de 5mg/dl por dia e se for superior a 12,9 mg/dl em bebês nascidos a termo ou 15 mg/dl em bebês prematuros. Se a concentração é perigosamente elevada (25 mg/dl) pode causar danos cerebrais.

Se a icterícia é leve (no caso de icterícia fisiológica), não é necessário receber tratamento especial, já que o fígado começará a regular a bilirrubina por si só em uma ou duas semanas de vida. O importante é que o bebê esteja se alimentando bem e que esteja urinando e defecando normalmente. No caso da icterícia aumentar ou ser mais grave de acordo com o nível de concentração no sangue, recomenda-se fototerapia, um tratamento com uma luz especial que ajuda a eliminar a bilirrubina.

Nesse caso, também se recomenda que você amamente o seu bebê o mais frequente possível para ajudar a eliminá-la através das fezes. Se a icterícia é causada pelo leite materno, pode ser que peça que você deixe de amamentá-lo enquanto supera a icterícia, mas enquanto isso você pode extrair o leite para manter a sua produção de leite e voltar a amamentar o seu bebê assim que ele se recuperar e estiver bem.

Em casos graves de icterícia (que cada vez são menos comuns) pode ser recomendado limpar o sangue do bebê com uma técnica especial de substituição chamada exsanguinotransfusão.

Observe o seu bebê cuidadosamente e se você notar que a coloração amarela aumenta ou que está muito cansado e sonolento é muito importante que você o leve ao pediatra imediatamente para receber a atenção necessária. Normalmente a icterícia (a cor amarelada da pele) começa no rosto, em seguida, na parte superior do corpo (tórax), então no abdômen e, finalmente, nas pernas. O fato de que o bebê está mais sonolento significa um grau mais avançado (que a bilirrubina está mais alta). Também é importante que você o leve ao médico imediatamente se tem febre. A icterícia do recém-nascido pode ser tratada, mas não deve ser negligenciada, já que quando é grave e não é tratada pode causar danos ao cérebro (que se conhece como kernicterus).

A melhor maneira de prevenir a icterícia neonatal é com uma alimentação adequada. O comer frequente lhes proporcionará mais leite e a habilidade de poder ter mais evacuações, o que permitirá que eliminem mais bilirrubina através da matéria fecal (as fezes). Isso equivale a 8-12 refeições, se você der peito. Mas, claro, se você notar alterações na cor da pele e/ou qualquer um dos outros sinais, você já sabe o que deve fazer.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto