Problemas Congênitos No Coração Do Seu Bebê

Se o seu bebê foi diagnosticado com um defeito congênito ou malformação em seu coração, é normal se sentir angustiada. O coração é o motor do corpo, e quando falha é inevitável que você se preocupe com a vida do seu filho. Embora algumas vezes possa ser um problema grave, na maioria dos casos, esses defeitos congênitos são inofensivos e curáveis. Informe-se para não se preocupar mais do que o necessário.

Quando seu médico te diz que o seu bebê tem um defeito congênito em seu coração, isso significa que o seu coração teve um problema quando estava se formando em sua barriga e, inevitavelmente, vai nascer com ele. Geralmente estes defeitos afetam o funcionamento normal do coração e o fluxo sanguíneo.

Mas embora soe como um problema grave, a boa notícia é que esses defeitos não são sempre graves. Um dos mais comuns é o conhecido como "sopro", que se refere a um som que faz o coração quando o sangue não está circulando bem no mesmo. A maioria dos sopros é inofensiva. Por vezes, pode ser um pequeno furo entre os átrios ou ventrículos, que geralmente se fecha ao longo do tempo. É claro que, em alguns casos pode ser um problema grave e que uma parte completa do coração falhe, mas isso acontece muito raramente.

Problemas Congênitos no Coração do Seu Bebê

Por que isso acontece? Infelizmente ainda não se sabem as causas específicas desses defeitos. Embora tenha sido identificado que a herança familiar possa ter algo a ver, assim como se durante a gravidez você teve rubéola, se você estiver usando algum medicamento forte, se você usar drogas e álcool em excesso, se você tem um parto prematuro ou se o seu bebê tem Síndrome de Down.

Atualmente, é muito provável que o seu médico descubra este defeito desde que seu bebê está no útero, ou que o identifique logo após o nascimento. No entanto, quando os defeitos são leves, é possível que não sejam descobertos até que o seu filho esteja grande, ou inclusive quando já é um adulto.

Estes são alguns dos sintomas mais comuns e depende da gravidade do caso:

  • Coloração azulada ou arroxeada da pele (conhecida como cianose) pela diminuição da oxigenação do sangue.
  • Inflamação (inchaço) das pernas, abdômen e ao redor dos olhos.
  • Falta de ar ao comer (o que pode interferir com o ganho de peso).
  • Tonturas ou desmaios.

Às vezes, o diagnóstico pode ser feito no consultório do médico com estetoscópio. Às vezes é necessário fazer outros estudos que vão desde ultrassom (eco cardiograma), radiografia com ou sem meios de contraste (corante) que se injetam na veia, alguns exigem que se introduza um cateter (tubo) através da virilha - o angiograma - esse tubo pode chegar até o coração e dar muita informação e, às vezes, pode permitir tratar o problema.

Quanto aos tratamentos, felizmente, existem muitas opções. Nos casos mais simples, podem ser tratados com medicação ou mediante um cateter (como mencionado acima). Às vezes é necessário fazer uma cirurgia de coração aberto. Se este for o caso, você não deve se angustiar, uma vez que se trata de uma cirurgia bastante comum e com alta probabilidade de ser bem sucedida em mãos experientes. Em alguns casos, pode ser necessário fazer um transplante de coração, mas isso é em casos extremos e não é comum. Como você pode saber qual é o tratamento mais adequado para o seu filho? Tudo depende do defeito e da gravidade das suas consequências, além da idade do seu filho e da sua condição de saúde. Não hesite em perguntar ao seu médico todas as suas dúvidas a respeito. Nestes casos geralmente se conta com uma equipe de médicos. O médico da família, o cardiologista e o cirurgião cardiovascular. Idealmente, se a cirurgia é necessária isso deve ser feito em um centro médico onde são realizadas frequentemente e que o cirurgião tenha experiência.

Além disso, pode ser útil para manter contato com outras famílias que passaram pela mesma coisa que você está passando agora... Você se surpreenderá com o número de crianças que foram tratadas com sucesso, e conhecerá muitos adultos que nasceram com defeitos cardíacos congênitos e hoje em dia levam uma vida completamente normal e produtiva. Isso ajudará a alimentar a fé.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto