O álcool é uma substância nociva ao nosso organismo. E hoje, vamos dedicar um capítulo novo para saber os efeitos do álcool em longo prazo. Mas, é sempre melhor prevenir do que remediar.

O consumo de álcool é um problema cada dia mais social, envolvendo os jovens, e pior, cada vez mais em idades precoces. Na verdade, os jovens não estão plenamente conscientes dos riscos envolvidos e sim encaram como uma coisa normal, mas não é. O álcool tem riscos e podem ser ainda maiores em longo prazo. Consumir em excesso pode causar problemas sociais, familiares e até mesmo no trabalho.

Deve ser dito que os efeitos em longo prazo do consumo de álcool podem ocorrer em pessoas que não são dependentes do álcool. Este aspecto é importante ser considerado. Os efeitos crônicos são variados, como a pressão arterial elevada, gastrite ou uma úlcera gastroduodenal e a cirrose hepática.

Além disso, os efeitos do álcool levam a doenças do coração e distúrbios do sono, depressão, perturbações cognitivas ou encefalopatia.

Mas isso não é tudo. Uma das doenças mais perigosas que se pode sofrer é o câncer. A agressividade também é um distúrbio muito comum entre os abusadores de álcool, para não mencionar a disfunção sexual e disfunção cognitiva.

Efeitos do Álcool em Longo Prazo

Finalmente, note que os efeitos em longo prazo do álcool ou o alcoolismo podem causar demência e psicose em alguns casos e falta de controle. Espero que com esses conhecimentos você pense bem a cada bebida que tomar.

Para mais informações, não deixe de ler os artigos “O Álcool Pode Aumentar as Chances de Sofrer Certos Tipos de Câncer” e “Álcool Pode Causar Danos Cerebrais Irreversíveis aos Jovens“.