Você está tão confortável que se arrependeria de se livrar deles. Mas o conforto não é exatamente o melhor indicador de que o tempo de vida do seu tenis esportivo chegou ao fim. O desgaste não apenas afeta o seu desempenho, mas até poderia te causar lesões. Aqui, te damos um guia para saber se é hora de dizer, com grande tristeza, adeus!

Os tênis são uma parte fundamental do seu equipamento esportivo. Por isso, é preciso selecioná-los com cuidado de acordo com o tipo de atividade física ou esporte que é praticado (seja caminhar, correr, jogar futebol ou basquete). Tão importante quanto selecionar o mais adequado e de tamanho correto, é calcular qual é, por assim dizer, a data de validade deste tipo de calçado, já que cada vez que você dá um passo, está contribuindo para desgastar o material que proporciona aos seus pés suporte e amortecimento.

Dicas de Como Saber Se Está Na Hora de Trocar o Tenis

Existem aqueles que decidem descartá-los porque já estão muito sujos, porque têm mau cheiro, porque as costuras se abriram ou a sola começou a se desprender. Mas, mesmo que não exista uma fórmula definitiva, sim, existe um guia de uso e tempo para substituir esse tipo de calçado. Geralmentem, os tenis esportivo são fabricados para que durem, em boas condições, cerca de 804 km para as pessoas que os usam para caminhar, ou de 563-804 km para os corredores de longas distâncias ou que têm um passo pesado.

É Hora de Trocar Seu Tênis Esportivo?

Você deve ter em mente que os calçados chamados minimalistas e os de competências, devido ao amortecimento do centro, duram um pouco menos do que os regulares. A vida útil deste tipo de tenis é um pouco menor: 300 a 500 km aproximadamente.

Além da distância percorrida, existem outros fatores que também influenciam, como seu peso e o uso que lhes é dado. Quanto mais você pesa e mais usa os seus sapatos esportivos, o mesmo se desgastará com maior rapidez. Se você é um corredor, o tipo de terreno no qual você corre também influencia. O asfalto é o que mais provoca desgaste na sola e o que mais favorece é o tartan (o material que cobre as pistas de atletismo, já que este melhora a queda e o impulso dos passos oferendo melhor amortecimento). Lembre-se de que, em geral, a maioria dos sapatos esportivos, se usados com frequência, devem ser substituídos a cada 3 a 6 meses para que ofereçam o máximo desempenho.

Leia também: “Problemas nos Pés Causados Pelos Sapatos“.

Às vezes, basta ver os tenis para perceber que é hora de substituí-los. Verifique-os para garantir que todas as suas partes (a sola, a entressola e a parte superior) estejam bem juntas. Se a sola começou a se soltar, é hora de trocá-los.

A sola é a parte que a maior abrasão e desgaste sofre. A parte anterior é a que mais se desgasta, já que é a que dá impulso ao pé. Se você notar que as cores dos calcanhares da sola desapareceram, já se encontram muito gastos: troque-os.

O mesmo acontece com a sola do meio ou entressola, a camada do tenos esportivo por cima da sola que é a que oferece suporte ao pé. Com o uso, a entressola se afina, perdendo sua capacidade de amortecimento que absorve grande parte do impacto do solo que você recebe com cada passo. Se você usa um tenis com uma entressola desgastada, as consequências podem ser desconforto nos músculos e nas articulações, e você até se lesionar.

Por último, avalie a estabilidade do tênis. Apoie-o sobre uma superfície plana, pressionando-o pelo centro até embaixo e inclinando-o para um lado e para o outro. Se o tênis se move demais, seria improvável que possa estabilizar seus pés. É hora de dizer adeus.

Se você comprovar que o desgaste é pronunciado, descarte-os sem pensar duas vezes. Mas se a parte superior ainda está em boas condições, talvez você possa utilizá-los em outras tarefas, como trabalhar no jardim e, dessa maneira, prolongar sua vida. Lembre-se que seus tenis esportivos são uma ferramenta e, por isso, devem estar no melhor estado possível para que possam fazer bem o seu trabalho.