O bisfenol é outro dos produtos químicos prejudiciais para a nossa saúde. É uma substância muito tóxica que se encontra presente em garrafas e recipientes de plástico e nas tintas epóxi e as latas de conserva.

Estranhamente, os recipientes mencionados anteriormente são amplamente utilizados para armazenar alimentos e fazem parte da nossa vida cotidiana.
Desta forma, certa concentração de bisfenol, todos nós temos no organismo devido a essa exposição quase inevitável. Principalmente, o problema ocorre quando esses recipientes são submetidos ao calor, que é quando esta substância tóxica é liberada.

Se a exposição ao bisfenol é constante ou a concentração do mesmo é alta em nosso organismo, pode provocar uma série de transtornos que vão desde problemas hormonais, aumentando a produção de estrogênio (hormônio feminino), até a possibilidade de desenvolver tumores em certos órgãos, principalmente no sistema sexual e reprodutivo.

Leia também: “Alimentos Enlatados Fazem Mal?“.

Mas temos tempo para diminuir o efeito prejudicial deste produto químico em nosso organismo, levando em consideração uma série de precauções, não muito difíceis de seguir.

Saiba Quais as Recomendações Para Evitar a Toxina Bisfenol

Em primeiro lugar, e dado que os efeitos dos bisfenóis são aumentados nos recém-nascidos, nunca aqueça as mamadeiras de plástico nem no microondas nem no banho-Maria, uma prática bastante difundida, na verdade.

Bisfenol: Substância Nociva para a Saúde

Não aqueça alimentos em recipientes de plástico, limite o consumo de alimentos enlatados ou engarrafados em tetrabrik e nunca exponha esses recipientes à ação do calor ou sol.

Felizmente, já está se tomando consciência do problema e muitas marcas de produtos para o bebê começaram a eliminar essa substância na fabricação de suas mamadeiras, mas, sempre que possível, se deve optar pelo uso de mamadeiras de vidro. Enquanto isso, vários países, como, por exemplo, o Canadá, escolheram retirar dos supermercados os recipientes que incluem bisfenol na sua fabricação.