Uma dieta rica em fibras e uma regularidade em seus hábitos alimentares pode te ajudar a combater uma das doenças mais comuns entre as pessoas: a constipação.

São muitas as pessoas que alguma vez em sua vida tiveram um episódio de constipação. É uma doença que afeta a evacuação de resíduos do nosso organismo e que, mediante uma série de dicas, é possível melhorar a nossa digestão.

Dicas Para Acabar Com a Constipação

  • Uma dieta rica em fibras é importante. Existem alguns alimentos que não podem faltar na sua rotina diária como cerca de cinco peças de fruta por dia, verduras frescas em saladas e cereais integrais como arroz e macarrão integral. As fibras ajudam a movimentar o seu intestino uma vez que melhoram o trânsito dos produtos residuais. É claro que o aumento da ingestão de fibras deve ser gradualmente. Veja mais em “Carambola: Uma Fruta Laxante Para Sua Dieta Rica em Fibras“.
  • Existem algumas frutas que, se consumidas em jejum podem ajudar. São o kiwi, a goiaba, a uva ou o maracujá. Um copo de água em jejum também é benéfico.
  • Estabeleça uma rotina e escolha uma hora do dia para ir ao banheiro. Pode se converter em um hábito. Você deve levar em conta que cada pessoa tem algumas poucas horas nas quais está propensa para a eliminação. Portanto, descubra qual é a sua hora e siga certa regularidade.
    Dicas Para Acabar Com a Constipação
  • Os alimentos que mais podem causar constipação são: bolos, pão branco, farinha branca, biscoitos, ovos cozidos ou queijo. Por conseguinte, limite os alimentos ricos em gordura.
  • Leia também: “Por Que Ocorre A Constipação?“.

  • Beba, pelo menos, seis copos de líquido por dia.
  • A atividade física é muito importante, já que promove as contrações intestinais. Os exercícios mais recomendados são correr, caminhar ou nadar. Lembre-se que o sedentarismo é uma das causas da irregularidade estomacal.
  • É importante conseguir relaxar, já que se os nervos estão tensos, então é impossível relaxar os esfíncteres anais.
  • Compre iogurtes que tenham flora intestinal e cultivos probióticos.
  • Evite o consumo de cafeína, tanto quanto possível.