As “epidemias” de hipertensão arterial ou pressão alta, são o resultado da dieta e estilo de vida pouco saudável. A hipertensão é uma das precursoras de uma série de outras condições epidêmicas graves, como diabetes e problemas cardíacos. No entanto, a pressão arterial elevada é uma condição evitável.

A dieta e estilo de vida, baixos níveis de atividade física e estresse contribuem para uma ampla variedade de doenças e condições crônicas. Estas condições afetam coletivamente uma grande parte da população adulta no mundo.

De fato, à medida que uma pessoa começa a manter uma vida pouco saudável, suas incidências de doenças crônicas como câncer, diabetes, doenças cardíacas, hipertensão, obesidade e osteoporose aumentaram dramaticamente.

A maioria das pessoas nem sequer percebe que tem pressão alta até que surjam problemas sérios. A pressão arterial é uma combinação de pressão sistólica e diastólica. A pressão sistólica representa a força ou pressão do sangue enquanto o coração está batendo e a pressão diastólica representa a pressão sanguínea quando o coração está em repouso.

A pressão sistólica é sempre a primeira ou a mais alta, verificada na leitura da pressão arterial. Numa leitura de 140/90, 140 representa a pressão sistólica e 90 representa a pressão diastólica. Na pré-hipertensão, os números sistólicos variam de 120 a 139 e os números diastólicos variam de 80 a 89. Os números de hipertensão no estágio 1 variam entre 140-159 para os valores sistólicos e 90-99 nos números diastólicos. Com a hipertensão da fase 2, as leituras sistólicas são 160 ou mais e as leituras diastólicas medem 100 ou mais. Embora ambos os números sejam significativos, após cerca de 50 anos, o número sistólico é mais importante. Apenas 10% dos casos de hipertensão arterial são devidos a causas secundárias ou identificáveis, tais como medicamentos ou condições e doenças de outros órgãos.

Dicas Simples e Eficazes Para Prevenir e Controlar a Hipertensão Arterial

Os problemas relacionados à hipertensão incluem: dano arterial, aneurisma, insuficiência cardíaca, vasos sanguíneos bloqueados ou rompidos, redução da função renal, perda de visão, perda da função cognitiva (concentração, memória e capacidade de aprender), síndrome metabólica (um conjunto de distúrbios metabólicos, como colesterol alto e insulina, arteriosclerose).

Leia também: “Dieta, Nutrição e Hábitos Para Controlar a Hipertensão“.

Prevenção da Hipertensão Arterial:

Evitar alimentos processados e ricos em sal. Pesquisadores estudaram 4.528 adultos que não tinham antecedentes de hipertensão. Aqueles que ingeriram mais de 74 gramas de açúcares adicionados diariamente, tiveram 28%, 36% e 87% de aumento do risco em verificações de pressão alta ao longo do tempo. As percentagens correspondem a verificações de pressão sanguínea de 135/85, 140/90 e 160/100, respectivamente.

Outro estudo analisou a ingestão de sódio. O sal altamente refinado existe em grandes quantidades em alimentos processados. O estudo previu que a redução da ingestão de sódio poderia eliminar 11 milhões de casos de pressão alta por ano.

A pesquisa estima que mais de 77% do sódio consumido vem na forma de alimentos processados. Substituir todo o sal processado e refinado por sal marinho natural ou sal rosa do Himalaia, pode ajudar a prevenir essa condição.

Alimentos úteis. O potássio é um composto que protege as pessoas do desenvolvimento da hipertensão. Os suplementos de potássio não funcionam bem de acordo com a pesquisa, mas os alimentos que contêm esse mineral podem ajudar. Alguns deles são:

  • Espinafre: O espinafre é rico em magnésio e ácido fólico, que pode ajudar a prevenir a hipertensão arterial e doenças cardiovasculares.
  • Sementes de girassol: ricas em potássio, magnésio e gorduras vegetais saudáveis, sementes de girassol podem ajudar a reduzir os níveis de colesterol, abrindo os vasos sanguíneos e promovendo uma pressão arterial saudável.
  • Bananas: contêm altas quantidades de potássio e fibra.
  • Gorduras saudáveis: peixes oleosos e de água fria fornecem ácidos graxos ômega-3, que é uma gordura saudável que ajuda a normalizar a pressão arterial.
  • Alho: Pesquisas sobre os benefícios do alho para a saúde encontram mais e mais efeitos milagrosos desse alimento. Entre eles, o alho parece ajudar a diluir o sangue, evitar o bloqueio nos vasos sanguíneos e, portanto, baixar a pressão arterial.
  • Tomate: Os tomates são carregados com cálcio, potássio, vitaminas A, C e E e licopeno. Estes compostos podem diminuir o acúmulo de colesterol nos vasos sanguíneos e combater o desenvolvimento da hipertensão em uma variedade de maneiras.
  • Brócolis: Brócolis tem altas quantidades de potássio e cromo que ajudam a regular os níveis de açúcar no sangue e peso, ambos relacionados com a pressão arterial elevada.
  • Melão: Melão é rico em potássio, mineral essencial para regular a pressão arterial.

Evite o estresse. Exercício físico regular e uma dieta saudável desempenham um grande papel no desenvolvimento (ou não) da hipertensão. Além disso, um dos componentes mais prejudiciais do estilo de vida atual é o estresse. Gerir o estresse inclui técnicas de relaxamento, como respiração profunda, ioga ou trabalhos artísticos, por exemplo, podem te ajudar a evitar o estresse e a hipertensão arterial.