A dieta Okinawa cada vez ganha mais adeptos, a fim de conseguir uma esperança de vida mais longa e com saúde. Contamos-te tudo sobre esta dieta.

As dietas mais populares costumam ser aquelas que se realizam para poder perder peso, mas o fato é que temos todos os tipos de dietas e algumas começam a soar muito graças a ter um fim, sem dúvida, particular.

É o caso da dieta Okinawa, que se conhece como a dieta que nos permite viver mais de 100 anos; uma autêntica revolução que vem do Japão, onde são conhecidos por terem uma expectativa de vida bastante elevada.

Muitas pessoas sonham em viver uma vida longa e com boa saúde, embora possa parecer uma questão simples levando em conta os avanços tecnológicos e medicinais, realmente não é tão fácil se você não cuida dos seus hábitos de vida.

A dieta de Okinawa vem do Japão, um país que segundo a ONU é o que mais pessoas centenárias têm no mundo, por isso que se começou a relacionar essa peculiaridade com os alimentos que consomem os japoneses e, claro, com a mencionada dieta.

O porquê do nome Okinawa não é outro senão recebê-lo pelas Ilhas de Okinawa, localizadas ao sul do Japão, e em que, aparentemente, vive um maior número de pessoas que ultrapassaram os 100 anos. Este fato fez com que muitos se perguntassem como é que se produzia este fato tão singular e se iniciou um estudo por parte do gerontologista americano, Dr. Craig Willcox, que durante anos investigou a longevidade de Okinawa e é coautor de um livro, "O Programa Okinawa", no qual encontramos suas conclusões sobre este assunto.

Wilcox foi o primeiro a associar a dieta local destas ilhas com a longevidade de seus habitantes, e que não apenas vivem por muitos anos, mas mostram um baixo risco de aterosclerose e câncer de estômago, e um risco muito baixo de cânceres hormônios-dependentes, como o de mama e de próstata.

Seu "segredo" de acordo com Wilcox, está em que comem três porções de peixe por semana, em média, grandes quantidades de grãos integrais, verduras e também produtos a base de soja, mais tofu e mais algas marinhas kombu do que qualquer outra população no mundo, assim como lulas e polvo, ricos em taurina, o que reduziria o colesterol e a pressão arterial.

Os Alimentos na Dieta Okinawa:

Quanto aos alimentos que são incluídos na dieta Okinawa podemos dizer que é bastante nutritiva, além de ter um número reduzido de calorias em proporção a um elevado teor de minerais, antioxidantes, vitaminas e micronutrientes.

A dieta Okinawa consiste em comer vegetais variados, além do famoso tofu (que é rico em proteínas), algas, frutas tropicais, peixe (fonte de ômega-3), óleo de canola e carne de porco em pequenas porções.

Tampouco podem faltar na dieta Okinawa para viver 100 anos os cereais integrais, os legumes de todos os tipos e o arroz Yamani e alimentos que contenham flavonoides e que nos protegem contra problemas cardiovasculares e são antioxidantes. Entre estes alimentos se encontram maçã, cebola e frutas cítricas.

Também devemos tomar um pouco de soja, e todos os tipos de leite sejam desnatados ou sem gorduras.

Por outro lado, entre os alimentos a evitar dentro desta dieta temos as farinhas refinadas, pão e massas, especialmente, a panificação industrial.

Outros artigos de interesse: