Exercícios Com Cordas De Batalha Para Trabalhar Todos Os Grupos Musculares

O mundo fitness adiciona hoje em dia um bom número de adeptos que cresce a medida que surgem novas formas de treinamento. Como exemplo, podemos nomear o chamado treinamento de corda, um treinamento de alta intensidade que se baseia em realizar movimentos corporais com a ajuda de cordas de batalha. Trata-se de uma atividade física divertida e muito eficaz, ideal para todos aqueles que não se sentem atraídos pelos esportes tradicionais.

O Que São as Cordas de Batalha?

As cordas de batalha são cordas de nylon trançado de cerca de 15 ou 20 metros de comprimento e uma espessura aproximada de 40 mm. Quanto mais longas e pesadas forem, maior será a dificuldade, por isso é melhor começar com modelos bem mais curtos. As extremidades devem ser seladas termicamente para evitar o desgaste da corda e facilitar a aderência.

Exercícios com Cordas de Batalha para Trabalhar todos os Grupos Musculares

Estas cordas estão ligadas à parede ou a outros elementos (árvores, colunas, barras, etc.) enquanto que, com as extremidades que ficam livres, realizamos diferentes movimentos. Esta técnica nos oferece uma grande vantagem, e é que nos permite trabalhar todos os grupos musculares sem danificar as pernas, o que a converte em uma atividade ideal para aquelas pessoas com problemas nas articulações inferiores.

1. Nos ajuda a aumentar o tônus muscular, especialmente a área dos braços, as costas e os ombros.
2. Melhora a resistência cardiovascular.
3. Aumente a resistência aeróbica.
4. Tonifica todos os grupos musculares.
5. Favorece a perda de peso.
6. Melhora o estado de ânimo.

Leia também: "Os 5 Melhores Alimentos Para Ganhar Massa Muscular".

Exercícios com Cordas de Batalha

Os exercícios com cordas de batalha são simples e não exigem movimentos extremos, embora possam resultar realmente cansativos quando começamos a praticá-los. Os que apresentamos a seguir são alguns dos mais comuns.

1. Ondas de braços alternados. Ficamos de pé, com as pernas separadas na altura dos quadris e dobramos levemente os joelhos. Então começamos a mover os braços, alternando-os, criando ondas para cima e para baixo com as próprias cordas.

2. Deslocamento lateral com ondas. Semelhante ao anterior, partimos da mesma postura. Sentamos sobre os quadríceps e nos movemos para os lados, dando primeiro dois passos para um lado e depois para o outro, alternando ambos os braços enquanto criamos as ondas.

3. Golpes. Levantamos as cordas acima da cabeça, usando os dois braços, e depois fazemos o movimento de descida de maneira bruca enquanto flexionamos as pernas, até nos agacharmos. Repetimos o movimento várias vezes.

4. Ondas laterais. Partindo da mesma posição que nos casos anteriores, movemos os braços fazendo ondas paralelas ao solo, sem chegar a juntar as em nenhum momento. Sua variante, as ondas laterais cruzadas, são realizadas de forma semelhante, embora cruzando ligeiramente os braços em diferentes alturas para não golpear as cordas entre si.

5. Giros russos com corda. Nos sentamos no chão e elevamos ligeiramente os pés. Mantendo essa posição, pegamos a corda e fazemos giros para um lado e para o outro do nosso torso. Este exercício nos ajuda especialmente a fortalecer a área abdominal.

É fundamental praticar esses exercícios sob a supervisão de um treinador profissional, a fim de evitar lesões e outros danos. Também é essencial adquirir cordas de qualidade e nso vestirmos de maneira adequada, assim como completar esta atividade com hábitos alimentares adequados.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Confira Mais Sobre Esse Assuto