Com o passar dos anos e a falta de exercício físico nossos músculos perdem a flexibilidade. Por esta razão, devemos nos esforçar para manter o nosso corpo ágil, algo que conseguiremos realizando uma série de exercícios diários. Não exige nenhuma dificuldade, e nos permitem continuar mantendo a elasticidade necessária para levar uma boa qualidade de vida. Propomos vários exercícios para melhorar a flexibilidade, você nos acompanha?

Define-se a flexibilidade como a capacidade que têm os músculos de se alongarem, quando se movimenta as articulações, mantendo características específicas para cada articulação. Essa flexibilidade depende de fatores como o sexo, a idade ou o tempo de treinamento, e sua perda pode levar a grande dificuldade de movimento corporal.

Atividades para manter a flexibilidade:

Felizmente, com um programa simples de atividades para manter a flexibilidade dos nossos músculos, podemos atingir o estado de tonificação desejado. Para isso, apresentamos a seguir uma série de exercícios que devemos realizar rotineiramente.

  • Exercício 1. Específico para trabalhar a parte inferior das costas. Temos que deitar de costas no chão e levantar uma perna até formar um ângulo reto. Em seguida, dobrar o joelho e aproximá-lo suavemente do peito, envolvendo com os nossos braços a perna levantada para exercer mais pressão. Mantemos a posição durante 20 a 30 segundos e repetimos o exercício com as duas pernas.
    Exercícios Para Melhorar a Flexibilidade
  • Exercício 2. Para as pernas e coxas. Sentamos-nos em uma cadeira com as costas retas e os pés juntos no chão. Apoiamos-nos com os braços em ambos os lados da cadeira e inspiramos; em seguida, levantamos lentamente uma perna até colocá-la paralelamente ao chão, enquanto expiramos. Mantemos esta posição por dois segundos e baixamos a perna até plantá-la no chão, enquanto inspiramos. Repetimos o exercício com a outra perna.
  • Exercício 3.Com este trabalhamos a flexibilidade do pescoço. Movemos a cabeça lentamente de um lado para o outro, em seguida, de frente para trás. É muito importante não fazer giros bruscos. Podemos realizar estes movimentos várias vezes ao dia, quando nos notamos dormentes.
  • Exercício 4. Com este trabalhamos a área dos ombros e do peito. Ficamos de pé e deixamos cair os braços. Elevamos os braços delicadamente até formar uma cruz, e os movimentamos de forma circular muito lentamente e nos dois sentidos.
  • Exercício 5. Este é indicado para melhorar a lombar. Sentamos-nos no chão, com um joelho dobrado e depois tombamos o nosso tronco suavemente para frente. Repetimos a atividade, dobrando o outro joelho.
  • Exercício 6. Para esticar as pernas e os tornozelos. Colocamos-nos de pé em frente uma parede, com um pé na frente do outro. Apoiamos as duas mãos contra a parede, deixando cair sobre as mesmas todo o peso do corpo. Vamos notar tensão na parte posterior da perna que deixamos localizada atrás. Repetimos com ambas as pernas.
  • Exercício 7. Para a flexibilidade das coxas e dos quadris. Apoiamos um braço sobre uma cadeira ou sobre a parede, e dobramos a perna oposta, agarrando o pé com a mão e puxando suavemente. Repetimos o processo com a outra perna.

Para obter bons resultados devemos realizar estes exercícios por um intervalo de 20 ou 30 segundos, e pelo menos duas vezes por semana. É preferível realizá-lo sem pressa e com movimentos lentos, escolhendo os momentos em que os músculos estejam mais relaxados.