Poucos conheciam as propriedades medicinais do lúpulo, esta planta trepadeira que vive por toda Europa e que prefere os climas e florestas frios, de grandes folhas que possivelmente já vimos pelo campo, mas que desconhecíamos totalmente. O lúpulo utilizado desde os tempos antigos pelos celtas e romanos para a elaboração de cerveja, fornecendo esse aroma e amargor tão típico da cerveja. Este artigo dedicado ao Lúpulo: Todos os Benefícios e Propriedades Para a Saúde pretende dar a conhecer as propriedades desta planta trepadeira, como ela pode beneficiar a nossa saúde e como podemos usá-la para o nosso benefício.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Descrição do Lúpulo:

O lúpulo é uma planta trepadeira de folha perene, originária de áreas frias e úmidas da Europa, às vezes se apresentam em forma de planta silvestre crescendo nas margens dos rios ou inclusive na beira das florestas. Planta de folhas grandes de uma cor verde escuro e, lobulada.

Lúpulo: Todos os Benefícios e Propriedades Para a Saúde

Existe diferenciação entre as plantas femininas e as masculinas em pés separados, sendo as flores masculinas de uma cor amarelo esverdeado e as femininas de uma cor verde claro.

A importância desta planta reside na flor feminina, estas são colhidas a partir do fim do verão até o outono. Uma vez colhida à flor feminina, deixa-se secar e será conservada em potes herméticos à temperatura ambiente.

A composição do lúpulo pode nos dar uma ideia da importância desta planta não apenas para a preparação de refrescantes bebidas, como cerveja, mas para equilibrar nosso corpo nos dando um maior bem-estar. Estes componentes são os seguintes:

  • Óleos essenciais.
  • Princípios amargos.
  • Fitoestrogênios.
  • Flavonoides.
  • Proteínas.
  • Taninos.
  • Ácidos.
  • Frutose.
  • Aminoácidos.
  • Minerais.

Leia também: "Levedura de Cerveja: Benefícios Para Sua Saúde".

Propriedades Medicinais do Lúpulo:

Uma das primeiras e principais propriedades desta planta, foi descoberta no tempo dos romanos. Os romanos usavam as flores de lúpulo como planta calmante, quando um romano não conseguia dormir, preenchia o seu travesseiro com folhas desta planta.

Posteriormente, os estudos realizados com esta planta têm descoberto os mais de vinte princípios sedativos que possui. Eficaz no tratamento dos transtornos nervosos, graças às suas propriedades sedativas servirá para tratar anomalias, tais como:

  • Nervosismo.
  • Ansiedade.
  • Insônia.
  • Dores de cabeça ou enxaqueca.
  • Palpitações, dores de estômago ou rigidez nos músculos.
  • Acidez estomacal ou indigestão provocada pelo nervosismo.

O lúpulo é uma planta que, apesar de conhecida desde os tempos antigos, não era até agora quando tem sido estudada mais em consciência, e os estudos têm produzido resultados muito promissores, por isso se sabe que o lúpulo também é eficaz em disfunções, como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Reduzir os efeitos da menopausa: graças aos fitoestrogênios, uma substância que possui esta planta e que poderia ser utilizada como substituta para os estrogênios.

Eliminar os parasitas intestinais: devido ao seu teor de eugenol, uma infusão de lúpulo ajudará a acabar com parasitas intestinais, como a tênia.

Condições de pele: graças à sua composição de ácidos e o seu elevado teor de zinco, é particularmente indicada para uso externo no tratamento de dermatite, eczema e inclusive úlceras da pele, conseguindo aliviar a dor ou inflamação.

Dores causadas pelo reumatismo: como discutimos agora mesmo, uma das propriedades do lúpulo é o seu caráter sedativo aliviando a dor ou como anti-inflamatório. Tratamento sobre as articulações afetadas conseguirá melhorar em condições, tais como artrite reumatoide e inclusive a gota.

Benefícios Alimentares do Lúpulo:

O lúpulo pode ser consumido de diferentes maneiras, como infusão, em saladas com suas folhas, ou simplesmente consumindo os seus brotos macios como se fossem aspargos, estes podem alcançar 15 centímetros de comprimento, mas seu consumo será rápido, já que não se conservam por muito tempo.

Nós já falamos sobre a importância do lúpulo na cerveja, mas obviamente, existe outra maneira de tomar o lúpulo e não pegar uma boa ressaca. As infusões de lúpulo onde devemos ferver um punhado de flores de lúpulo em meio litro de água, uma vez fervido deixa-se repousar e já estará pronto.

Outra opção para poder tomar o lúpulo quando tivermos vontade é cultivá-lo nós mesmo. Podemos reproduzir o lúpulo, utilizando a técnica de corte ou através dos brotos das plantas femininas. O plantio é feito na primavera, entre os meses de abril e junho. Trata-se de uma planta de folha perene que precisa de sol para florescer, de modo que devemos colocá-la em uma área ensolarada ou com pouca sombra.

Leia também: "Lúpulo: Remédios Caseiros Com Lúpulo".

Outros Usos do Lúpulo:

Além da curiosidade que descrevemos acima, sobre o uso que faziam os romanos das folhas de lúpulo, também devemos destacar outros usos que têm sido dados a esta planta desde a antiguidade.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tradicionalmente os talos de lúpulo têm sido utilizados para a fabricação de cestas e potes para realizar o ofício da pesca ou como cestos para colheita de bagas.

Também tem sido usado como uma antiga forma de tingir o cabelo, apenas admite uma cor marrom, mas foi amplamente usado por mulheres da antiguidade, que de suas flores femininas extraíam os óleos e pigmentos para cobrir a cor do cabelo.

Usado na indústria cosmética para a elaboração de cremes e produtos cosméticos para a pele sensível e, finalmente, também foram utilizados para a fabricação de corantes têxteis em tons de amarelo ou marrom avermelhado, muito apreciado por sua vivacidade.

Toxidade ou Cuidado Com o Lúpulo:

O lúpulo é uma planta que fornece distintos benefícios para a saúde, mas nem sempre é assim, há pessoas com determinadas características que não deveriam ingerir ou usar as propriedades desta planta tão completa. Passamos a comentar os casos nos quais está proibido ou contraindicado.

Pessoas afetadas por depressão: devido às suas propriedades sedativas não está indicado para pessoas que se encontrem afetadas pela depressão.

Mulheres grávidas: não foram estudados exaustivamente os efeitos que pode ter sobre o feto.

Mulheres que sofrem de câncer de mama: embora seja uma planta capaz de inibir o crescimento das células tumorais, também é uma planta que possui fitoestrogênios, algo que não é recomendado para o tratamento desta doença.

Pessoas alérgicas ou sensíveis: há pessoas hipersensíveis que inclusive com o odor da planta podem ter reações como vômitos. Também se somos alérgicos, o simples contato com esta planta pode resultar em uma reação alérgica.