Medicamentos Para Deixar De Fumar

O tabagismo é considerado um fator de risco para sofrer dislipidemia e, assim, doença cardiovascular. Por isso, se você fuma e está pensando em deixar o cigarro, as diferentes alternativas de tratamentos farmacológicos ou a base de medicamentos para deixar de fumar, certamente serão do seu interesse, já que te ajudarão a aliviar os sintomas de abstinência do tabaco.

Existe uma relação direta entre o hábito de fumar, dislipidemia e doença cardiovascular. Por essa razão, se você fuma ou conhece alguém que fuma, pode ter presente algum destes tratamentos para deixar de fumar com medicamentos.

Leia também: "Dez Passos Para Deixar de Fumar na Gravidez".

Medicamentos Para Deixar de Fumar

Entre os tratamentos para deixar de fumar, encontramos dois grupos:

Reposição de Nicotina:

1. Goma de mascar e adesivos de nicotina Sua utilização duplica a percentagem de sucesso do tratamento. Deve ser prescrito com cautela em pacientes grávidas, em período de lactância, pacientes com problemas gástricos e pacientes com doença cardiovascular. Apesar destas indicações, este tipo de alternativa possui poucos efeitos adversos, já que é muito baixa a quantidade de nicotina que fornece.

2. Spray nasal de nicotina: Administra níveis mais altos de nicotina, em relação à goma de mascar e os adesivos. Os efeitos colaterais incluem irritação, rinite, espirros, tosse e lacrimejamento. Geralmente aparecem durante os primeiros dias de uso.

3. Inalador de nicotina: Este tratamento tem como objetivo substituir o comportamento do cigarro. Combina a ação farmacológica e a ação sobre o hábito de fumar. Os efeitos adversos incluem irritação da boca, garganta e tosse.

Medicamentos Não Nicotina

1. Bupropiona: É um antidepressivo atípico, normalmente se prescreve 300 mg/dia, os quais são liberados de forma lenta. Os efeitos colaterais incluem insônia, boca seca e raramente convulsões.

2. Atualmente estão sendo estudados os efeitos de outros antidepressivos, como nortriptilina e fluoxetina.

3. Clonidina: Este medicamento é utilizado como droga de segunda linha, pois não é tão eficaz, e também possui efeitos secundários tais como a hipotensão postural e sonolência.

É importante enfatizar que, se você deixar de fumar, deve consultar o seu médico. Ele será quem irá aconselhar o melhor tratamento para deixar de fumar com medicamentos que se adaptem a você e suas necessidades.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto