A Articulação Temporomandibular (ATM) além de ser complexa é a grande incógnita do corpo humano, causando muitas dores e limitações. Anatomicamente, fica relacionada com o crânio e a coluna cervical, sua disfunção pode ser muito incapacitante causando: dor orofacial craniana, dificuldade de mastigação e deglutição, tonturas, zumbido nos ouvidos.

Em muitos casos, os pacientes sofrem de dor que pode ser confundida com dores de cabeça ou enxaquecas, inclusive perdendo os dentes desnecessariamente, uma vez que essas dores podem esconder patologias na ATM.

Na fisioterapia, existe uma especialização chamada de Osteopatia, onde se preocupa em tratar tais disfunções através de Terapia Manual Osteopática. Desde a primeira consulta é realizada uma avaliação detalhada do paciente e feitos vários exames de imagem para o estabelecimento de um diagnóstico correto.

Posteriormente a exploração detalhada, começará o tratamento para ATM. É baseado em normalizar a disfunção da articulação (músculos mastigatórios, face, nervo, etc.) em tecidos afetados para restabelecer o equilíbrio fisiológico.

Se você sofre de deslocamentos na ATM, bloqueando ou causando fissuras nos sons ao falar ou comer, osteoartrite e dor no ouvido, zumbido, dores de cabeça ou no pescoço, apertar ou ranger os dentes, você pode estar sofrendo de Disfunção Temporomandibular.

Osteopatia de ATM, Solução Eficaz Para Dores de Cabeça, Enxaquecas, Dor de Ouvido e Bruxismo

A Osteopatia da ATM é uma ferramenta básica e eficaz no tratamento multidisciplinar dessas disfunções. É necessário avaliar o paciente globalmente para eliminar todas as compensações e as consequências dessa disfunção essencial para a melhoria.

A dor orofacial e a disfunção crânio mandibular são tratáveis, assim como outras articulações, que devem ser tratadas por especialistas.

Leia também: “Osteopatia: Um Remédio Para o Sistema Musculoesquelético“.

O Que a Osteopatia para ATM Pode Tratar?

  • Bruxismo (apertar ou ranger os dentes);
  • Complementar o tratamento ortodôntico;
  • Fechaduras de mandíbula, abrindo e fechando;
  • Dor na boca, face e pescoço;
  • Dor miofacial;
  • Trauma;
  • Pré e pós-tratamento cirúrgico;
  • Neuralgia;
  • Dores de cabeça e enxaqueca.