Regressão é um fenômeno natural causado por terapias regressivas usando relaxamento profundo que permite que o paciente entre em um estado alterado de consciência, que permite reviver lembranças fortemente ligadas a um estado de conflito no presente.

Regressões, em um nível terapêutico, são usadas para resolver todas as situações que afetam emocionalmente a mente e o corpo dos indivíduos, tais como doenças, traumas, fobias, depressão, ansiedade, pânico, ataques de baixa autoestima, conflitos de sexualidade, obesidade, dependência, bulimia, distúrbios psicossomáticos, etc.

A pessoa que está em regressão em nenhum momento perde a consciência, uma vez que não se usa uma hipnose profunda, de modo a deixá-la em um estado que claramente se lembre de tudo que viveu e seus efeitos curativos. A ação terapêutica não deve ser confundida com uma experiência mística ou paranormal.

Assim, a regressão resultante pode ser uma valiosa ferramenta terapêutica, cada vez mais utilizada na psicoterapia.

Terapias regressivas são aquelas que empregam regressão como ferramenta principal e são divididas principalmente em duas categorias:

Regressão de idade: uma ferramenta para acessar a memória oculta na vida do paciente.

Regressões: Curando O Nosso Passado, Presente E  Futuro

Regressão a vidas passadas: acessar eventos de supostas vidas passadas do assunto tratado.

A terapia regressiva é uma técnica para o inconsciente que tem sido utilizada por mais de 3000 anos por muitas culturas, de fato, os gregos estavam usando estados alterados de consciência como terapia. No entanto, não foi até os anos 80, quando alguns pesquisadores começaram a experimentar com estes estados em forma de terapia bem estabelecida como tal.

Um desses estudiosos foi o professor Rubens A. Borba, que, em 1986, no Brasil, começa a trabalhar nestas técnicas de regressão. Rubens já gravou mais de 2.000 regressões, e centenas de facilitadores que foram treinados por ele em prestigiadas universidades, institutos e organizações no Brasil, América Latina e Europa.

É reconhecido em todo o mundo, em inúmeros casos de sucesso do tratamento de doentes com câncer e outras doenças que não podem ser curadas pela medicina moderna. Hoje, o prof. Rubens A. Borba serve através da Fundação Pegadas para a Humanidade, de Santa Elena de Uairen em La Gran Sabana, na Venezuela.