O suicídio é o ato de tirar a própria vida. Há pessoas que por depressão ou desespero começam a ter ideias e pensamentos suicidas. Em Saúde Dicas te contamos sobre os sinais de alerta e que você pode fazer para evitar uma tragédia.

Muitas vezes as aparências enganam e alguém que parecia feliz comete suicídio. Outras vezes, alguém que estava deprimido e sua resposta diante da vida é acabar com ela, porque há circunstâncias que não pode controlar ou suportar. O suicídio e os pensamentos e as ações suicidas são reações diante de situações estressantes da vida. Geralmente ocorre no meio de uma crise, às vezes durante um episódio de intoxicação ou drogas. É um momento trágico, mas a boa notícia é que pode ser evitado.

Se você está tendo pensamentos de tirar a vida, fale com alguém sobre o que acontece com você. Procure ajuda. Não deixe que esses pensamentos de suicídio te ceguem e te impeçam de apreciar o quão bela a vida pode ser. Falar com alguém te ajudará a ter perspectiva e entender que o suicídio não é a solução.

Cuidado com as seitas religiosas ou com cair em grupos de fanáticos que promovem o suicídio como uma forma de salvação. Isto é falso e você deve se afastar dessas pessoas e procurar outro tipo de ajuda imediatamente.

Saiba Idenfiticar os Sinais de Comportamento Suicída

Se você conhece alguém que está pensando em suicídio, é bom que aprenda a identificar os sinais de alerta para procurar ajuda profissional imediatamente. Não espere! Que você preste atenção a isso pode fazer a diferença entre a vida e a morte de alguém que você ama ou você mesmo.

Leia também: “O Suicídio Entre os Adolescentes: Não é Brincadeira de Criança“.

Sinais de Comportamento Suicída:

  • Falar do suicídio usando frases como “eu quero morrer”, “eu quero me matar”, “desejo estar morto”, “preferia não ter nascido”.
  • Buscar elementos para cometer suicídio, como armas ou pílulas.
  • Mudanças de ânimo drásticas e recorrentes.
  • Isolar-se dos demais e querer ficar sozinho.
  • Sentir-se muito deprimido ou desesperado.
  • Aumento do uso de drogas e/ou álcool.
  • Dar objetos pessoais ou dizer adeus a pessoas como se nunca mais as fosse ver novamente.
  • Alterar as rotinas diárias, como o horário das refeições ou de dormir.
  • Tornar-se muito extrovertido ou muito tímido de repente.
  • Praticar comportamentos autodestrutivos, como o uso de drogas ou condução imprudente.
  • Apresentar comportamentos “para-suicídio”, ou seja, que não causam a morte, mas, sim, causam danos, como, por exemplo, se cortar.

Estudos sugerem que o suicídio tem um componente genético. Isto significa que se alguém da sua família cometeu suicídio, é provável que a sua tendência para pensamentos sobre ações suicidas seja maior.

Se você reconhece algum ou vários destes sintomas suicidas, é importante agir imediatamente, buscando ajuda profissional para poder receber tratamento e evitar um desfecho trágico.

A vida é bela, está cheia de oportunidades e de soluções. Um problema pode ser considerado de diferentes maneiras, dependendo de como você olha. Pense nas pessoas que te amam. Tirar sua própria vida, pode arruinar a sua vida delas para sempre.

Não tenha pressa para acabar com sua vida, é um dom divino que você deve cuidar e respeitar. Procure ajuda profissional. Assim, você poderá se sentir melhor, desfrutar, sorrir e ser feliz.