Nós estamos certos de que você já ouviu alguém roncar alguma vez. O ronco pode ser algo muito familiar para nós, já que você pode ter escutado o seu parceiro (a) de cama, seus pais ou avós. Costuma ser um som muito rítmico e que incomoda à noite.

Distúrbios do sono:

No entanto, enquanto muitas pessoas fazem piadas sobre o ronco, este pode ser um sintoma de um transtorno grave chamado apneia obstrutiva do sono. Este é apenas um dos muitos distúrbios do sono que representam uma ameaça para todas as pessoas. Entre os distúrbios mais comuns do sono se encontram: insônia, apneia do sono (caracterizada por ronco alto), narcolepsia e fibromialgia.

  • Insônia, ao contrário da crença popular, não se define pelo número de horas de sono que uma pessoa obtém ou pelo tempo que demora a adormecer já que os indivíduos geralmente variam em sua necessidade e satisfação com o sono. O que significa que a insônia é a dificuldade de uma pessoa para iniciar ou manter o sono. Isto provavelmente pode causado por problemas durante o dia, como cansaço, falta de energia, dificuldade de concentração, e, aparentemente, irritabilidade.
  • Leia também: “Remédios Caseiros para Insônia“.

  • Apneia do sono se caracteriza principalmente pelo ronco forte e constante e é distúrbio potencialmente fatal. Uma pessoa com apneia do sono deixa de respirar várias vezes durante o sono, às vezes por dez segundos até três minutos.
    Saiba Mais Sobre os Distúrbios do Sono e o Ronco
  • Leia também: “Como Tratar a Apneia do Sono“.

  • Narcolepsia é associado com o sono excessivo e esmagador durante o dia, inclusive com um sono noturno adequado. Normalmente uma pessoa com esse tipo de transtorno é susceptível de estar sonolento o tempo todo, ou inclusive adormecer facilmente em qualquer lugar e momento, muitas vezes, incrivelmente em horários e lugares impróprios e perigosos.
  • Leia também: “Narcolepsia“.

  • Fibromialgia, ao contrário de outros distúrbios do sono, é um tipo de doença crônica de dor caracterizada por extensas dores musculoesqueléticas generalizadas, dor de tecidos moles, dor e rigidez geral, fadiga geral e distúrbios do sono. Os pacientes que sofrem deste distúrbio passam por uma variedade de sintomas de diferentes intensidades, ou seja, os sintomas aumentam e diminuem com o tempo.
  • Leia também: “Fibromialgia: Conheça Os Sintomas Da Fibromialgia“.

O que é o ronco?

Obviamente, o mais comum e bem conhecido de todos é “ronco”. É uma condição comum que afeta a todas as pessoas, em qualquer idade, mas é mais frequente nos homens e pessoas com excesso de peso. Também é um indicador de uma possível apneia obstrutiva do sono, enquanto que existem casos em que é apenas ronco primário.

O ronco ocorre quando o fluxo de ar passa através da boca e nariz e é obstruído fisicamente produzindo um ruído ao respirar durante o sono, que por sua vez provoca a vibração do véu palatino e da úvula. Apneia significa “ausência de respiração”. A obstrução pode ser devido a uma combinação de fatores que não estão limitados à obstrução das vias respiratórias nasais, o tônus muscular pobre na garganta e na língua, tecido da garganta volumoso no caso de pessoas com excesso de peso, e longo palato mole e/ou úvula.

Riscos e consequências do ronco:

Os roncadores habituais podem correr risco de sofrer problemas de saúde sérios, como a apneia obstrutiva do sono, que é frequentemente associada com os roncadores crônicos. Isto cria vários problemas, entre eles os seguintes:

  • Interrupções mais longas da respiração (normalmente mais do que 10 segundos) durante o sono, que é causada pela obstrução parcial ou total das vias respiratórias. Em alguns casos graves, pode ter episódios de obstrução total de uma centena de vezes por noite.
  • Acordar com frequência durante o sono, sem se dar conta da situação.
  • A necessidade de dormir apenas um pouco para fazer com que os músculos da garganta estejam suficientemente tensos para manter o fluxo de ar.
  • Os níveis de oxigênio no sangue, o coração bombeia com mais força e pressão arterial sobe por causa de uma má noite de sono, que eventualmente conduz à letargia durante o dia que de alguma forma influenciará a rotina. Por outro lado, o sofrimento prolongado deste distúrbio renderá uma elevação da pressão arterial e aumento do coração.
  • Remédios caseiros para o ronco:

    Um tratamento eficaz para o incômodo ronco pode ser a cirurgia e outros métodos psicocirúrgicos, no entanto, os seguintes remédios caseiros ou remédios naturais também podem ser eficazes na prevenção do ronco:

    • Comece a perder peso e melhorar seus hábitos alimentares.
    • Evite os tranquilizantes, como as pílulas para dormir e anti-histamínicos antes de deitar.
    • Evite bebidas alcoólicas, as refeições pesadas, e lanches mais ou menos quatro horas antes de deitar.
    • Tente estabelecer padrões de sono regulares.
    • Tente dormir de lado e não de boca para cima.
    • A inclinação da cabeça da sua cama deve ser aproximadamente de quatro centímetros.

    Seguir estas simples dicas naturais pode ajudar muito com este problema.