Treinamento De Intervalo (Séries): Prós E Contras

Para nenhum corredor passam despercebidos os benefícios que têm as séries. O treinamento de intervalo, bem planejado, é muito importante para o corredor.

Mas nem todos são benéficos, também existem alguns pontos negativos que, quase sempre, vêm de mãos dados com não saber fazer séries ou fazê-las que não se deve. Vejamos os prós e os contras do treinamento de intervalo:

Benefícios do treinamento de intervalo:

Inicialmente e o que sempre chama a atenção é o quão eficaz são as séries para melhorar os tempos de corrida. Sejam séries, curtas, médias ou longas, nos permitem melhorar nossa velocidade de trajeto, melhorando assim os tempos na competição.

Treinamento de Intervalo (Séries): Prós e Contras

Treinar a uma velocidade semelhante ou maior do que faria em uma competição, tal e como se faz nas séries, ajuda a melhorar e aperfeiçoar sua técnica de corrida. A técnica pode variar muito. Por isso, ao fazer séries teremos a oportunidade de melhorar a nossa técnica de corrida, reforçando também a potência dos músculos envolvidos na corrida. Em suma: melhor técnica e menor risco de lesão.

Quando fazemos séries, aprendemos a correr economizando esforços. Com isso aparece de forma prematura à fadiga que faz com que, inconscientemente, o nosso corpo desligue os mecanismos para economizar energia. Gastar a energia exata e necessária enquanto corremos é a chave para retardar a fadiga e não esvaziar os depósitos de energia quando estamos em competição.

Um dos benefícios que também tem fazer séries, embora não seja tão comentado nos livros, é melhorar a autoestima do corredor: uma dose de motivação. Percebemos que podemos correr em boas velocidades, e que o fazemos bem. Além de fornecer variabilidade ao treinamento, ajuda o corredor a ter confiança correndo mais rápido e com fadiga.

Pontos contra o treinamento de intervalo:

Como dissemos no início, mais do que pontos contra, o treinamento de intervalo ou de séries tem efeitos negativos quando não se sabe utilizar ou quando se utiliza mal. Por isso, é importante que cada corredor considere se pode fazer séries, quando e que tipo de séries deve fazer.

Quando se abusa das séries, podem vir às lesões por sobrecarga. Devemos levar em conta que as séries são feitas a uma intensidade elevada, e se nossos músculos e ossos não estão acostumados, as lesões não vão demorar a aparecer. Por isso, juntamente com o trabalho de séries, o descanso e a musculação são obrigatórios.

Como o treinamento de intervalo nos dá muita faísca na corrida, muitos tendem a negligenciar o treinamento contínuo, ou seja, a corrida contínua. É essencial não descuidar da capacidade aeróbica para poder aguentar as distâncias, não apenas correr rápido, também fazer fundo, especialmente em longas distâncias.

Considerações no momento de fazer séries

A primeira coisa que devemos nos perguntar é se estamos preparados para fazer treinamentos de intervalo. Se você é um principiante, deve evitar fazer séries, especialmente de alta intensidade. Primeiro melhore a forma física com corrida suave e progressiva e, mais tarde, consideramos o trabalho de séries.

Se estivermos preparados para fazer séries porque nossa forma física é boa e queremos melhorar a velocidade da corrida, devemos planejar quando e como colocar o treinamento de intervalo em nosso planejamento, ajustando nossos objetivos.

Levando em conta que o método de intervalo é um treinamento intenso, devemos nos preparamos bem fazendo um correto aquecimento antes das séries. Além disso, saber manter o descanso depois e se alimentar bem depois deste tipo de treinamento para assimilar bem.

Em suma, o treinamento de intervalo é necessário no corredor (especialmente quando queremos saltar de nível). Mas devemos saber como e quando fazer, para evitar lesões e continuar melhorando o nosso ritmo de corrida.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto