Ginecomastia: Causas E Tratamentos

A ginecomastia consiste no aumento do volume da mama em homens.

As causas mais comuns de ginecomastia podem ser agrupadas em três tipos:

  • Ginecomastia puberal ou em adolescentes.
  • Ginecomastia secundária (medicamentos, doenças ou distúrbios hormonais).
  • Pseudo-ginecomastia.

Ginecomastia Puberal. O aumento no tamanho das mamas dos homens durante a adolescência denomina-se ginecomastia puberal.

Durante a adolescência é normal que as das glândulas mamárias aumentem de tamanho devido às alterações hormonais para posteriormente desaparecer logo que passa esta "tempestade" hormonal.

Ginecomastia: Causas e Tratamentos

Inicialmente geralmente é unilateral (atinge apenas uma mama), embora na metade dos casos, posteriormente, evolua para uma condição bilateral (ambas as mamas). Ocasionalmente, pode ser doloroso.

Esse transtorno é relativamente comum (20-50% dos adolescentes do sexo masculino) e, muitas vezes aparece entre 13-14 anos.

Em geral, a ginecomastia puberal se resolve espontaneamente dentro de 12-18 meses, mas pode persistir até 3 anos ou inclusive por mais tempo em até 7% dos casos.

Em alguns casos, a glândula fica aumentada causando uma evidente alteração estética com comprometimento psicossocial, especialmente nos casos em que o efeito é assimétrico, piorando a aparência estética.

Ginecomastia secundário. Outro tipo de ginecomastia aparece como um efeito secundário devido a:

  • Medicamentos (corticosteroides, esteroides anabolizantes, diuréticos, antiácidos, etc.).
  • Doenças (distrofia adiposa genital, cirrose hepática, doenças endócrinas).
  • Distúrbios hormonais (excesso de produção de estrógeno, defeito de produção de andrógeno).

Lipomastia. A pseudo-ginecomastia (também chamada de lipomastia) é o aumento de tamanho das mamas masculinas, devido ao acúmulo de gordura. Deve-se, portanto, a uma alteração do tecido adiposo e ocorre principalmente associada com a obesidade.

Considera-se que a pseudo-ginecomastia é uma falsa ginecomastia.

Tratamento da ginecomastia:

Uma vez descartadas doenças secundárias que podem provocá-la pode ser resolvido com a cirurgia plástica ou às vezes com uma lipoaspiração simples.

Na ginecomastia puberal é conveniente esperar e se não for resolvido espontaneamente se remove cirurgicamente. É geralmente realizada mediante uma técnica de cirurgia endoscópica que permite explorar cuidadosamente a mama e remover, ao mesmo tempo, o tecido necessário. Os resultados geralmente são satisfatórios.

Também é possível realizar uma lipoaspiração se a quantidade de tecido adiposo é importante. Em pseudo-ginecomastias, já que o aumento é devido ao acúmulo de gordura, a lipoaspiração é muito útil para reduzir o volume.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

;
Confira Mais Sobre Esse Assuto
  • Aumento Do Busto Temporário Sem Silicones

    Ter seios maiores é o desejo de muitas mulheres para se sentirem mais belas e sexy. Os métodos para o aumento do volume das mamas são muitos, mas a dúvida surge...

  • Cirurgia De Aumento Da Mama

    Realizar uma intervenção cirúrgica para o aumento da mama tornou-se cada vez mais comum entre as mulheres, já que em muitos casos não estão satisfeitas com o ta...

  • Tratamentos Alternativos Para O Aumento Da Próstata

    Muito se fala sobre os problemas de próstata atualmente, já que como qualquer condição de saúde ao serem diagnosticados precocemente tem mais chances de tratame...

  • Aumento Das Mamas Com Cirurgia Plástica

    Muitas mulheres apresentam baixa autoestima ou falta de confiança em si mesmas quando ao olhar o seu reflexo no espelho não se sentem satisfeitas com algum aspe...

  • Alimentos Para O Aumento De Peso

    A maioria das pessoas deseja perder peso, mas existem aquelas que sofrem de baixo peso e têm dificuldade para ganhar peso devido a vários fatores como genética,...

  • Infertilidade Masculina: Causas E Tratamento

    Quando falamos de infertilidade logo nos vêm à mente algum tipo de problema ou transtorno que afeta a mulher, mas ao contrário do que se acredita em muitos caso...